|BUSCA NOMES COMUNS|abcdefgijlmopqrstuv
Portuguese English French German Italian Spanish
Passarinhando

Passarinhando

Sexta, 01 Maio 2015 16:42

Chupa-dente - Conopophaga lineata

O Chupa-dente (Conopophaga lineata) é uma ave Passeriformes da família Conopophagidae. Conhecido também como chupa-dente-marrom e samoco.

Seu nome científico significa: do (grego) könöps = mosquito; e -phagos, phagein = comer; e do (latim) lineata, linea = com linha, linha. ⇒ Comedor de mosquito marcado com linha.

Características

Tamanho 14 centímetros. Sexos quase iguais, o macho de colorido semelhante ao da fêmea do cuspidor-de-máscara-preta (Conopophaga melanops), não tendo contudo o desenho negro nas costas. Pardo, barriga brancacenta, maxila esbranquiçada, apresenta tufo pós-ocular branco vistoso, sombrancelha pode faltar, na fêmea tufo cinza ou ruivo. Atende rapidamente ao “playback” de seu chamado e entoa seu canto em horários de crepúsculo.

Registro feito no Parque Barigui

chupa-dente clique
Sexta, 24 Abril 2015 15:35

Tororó - Poecilotriccus plumbeiceps

O Tororó (Poecilotriccus plumbeiceps) é uma ave Passeriformes da família Rhynchocyclidae.

Seu nome científico significa: do (grego) poikilos = manchado; e trikkos = pequeno pássaro não identificado. Em ornitologia triccus significa papa-moscas; e do (latim)plumbeus = cor de chumbo, cinza; e -ceps, caput = com a cabeça, cabeça. ⇒ Papa moscas manchado com a cabeça cor de chumbo ou pequeno pássaro manchado com cabeça cinza.

Características

Mede 9 centímetros. Emite um canto curioso, do timbre de um sapo ou perereca, em sequências baixas, de agradável efeito sonoro.

 

tororo clique
Terça, 14 Abril 2015 14:18

Passarinhada em Piracicaba e região

eu-gustavo-capaNo último fim de semana o Passarinhando esteve na região de Piracicaba. Já havíamos estado em duas outras regiões do estado vizinho: Mirassol, São José do Rio Preto e a região do Vale do Ribeira. Esta foi mais uma oportunidade de explorar alguns recantos do que resta da mata atlântica do estado de São Paulo e conhecer um pouco mais de sua avifauna. Matas contínuas tornaram-se muito raras, pois deram espaço à monocultura canavieira. Porém as aves ainda persistem no ambiente e mostram que mesmo em pequenos espaços é possível encontrá-las. Muitas espécies que ocorrem na região, também são comuns ao Estado do Paraná, como os Pardais, Pombas-de-bando, Pombões. Outras são restritos ao ambiente Paulista. Fomos primeiramente conhecer as florestas secundárias que permeiam a Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, da Universidade de São Paulo.

Um espaço cheio de verde e com uma avifauna bastante rica. Foi possível avistar a Lavadeira-mascarada, os Periquitões-maracanã, Periquitos-de-encontro-amarelo, Bem-te-vis. Entretanto o visitante mais ilustre não foi encontrado: o Bacurau-norte americano. Possivelmente este já tenha realizado sua migração para o hemisfério norte, de onde é originário. Reservamos uma tarde para conhecer o amigo Gustavo Pinto, de Americana, que realiza um belíssimo trabalho, juntamente com uma equipe de amantes da causa da preservação do Mocho-dos-banhados. Esta ave possui um porte majestoso e imaginem a emoção ao avistar ave tão rara e de beleza ímpar. Deixamos aqui, os parabéns aos guerreiros que lutam para que esta ave continue a embelezar os céus. 

As aves aquáticas também se fazem presentes na cidade de Piracicaba, especialmente nas margens do rio que dá nome à cidade. É realmente um show, admirar os Biguás, Socós, Socozinhos, Cabeças-secas pescando nas corredeiras onde os peixes pulam para a subida do rio. Existe, no entanto, um local que nessa oportunidade não foi possível visitar, mas que está no rol de locais para uma próxima expedição. Trata-se de um mini-pantanal, por apresentar características do Pantanal Matogrossense. Chama-se Tanquã. Local este que é referenciado como um paraíso de aves aquáticas.
Fechando nossa visita, fomos à cidade de Águas de São Pedro. Um pequeno e agradável município, famoso por sua organização, qualidade de vida e por suas águas minerais. Mesmo sendo tão pequeno (é o segundo menor do Brasil), observamos aves que poucos havíamos avistado, como as Pipiras-vermelhas e o Frango-d'água-azul. Conta-se que ornitólogos já avistaram no bosque municipal o Soldadinho. Infelizmente esse não deu o ar da graça. Já aguardamos uma nova saída na região, pois ampliamos nosso círculo de passarinheiros e assim pretendemos montar uma nova expedição para breve.

mocho2 mocho5
pipira-vermelha frango-azul
cabeca-seca-pira biguas-pira
eu-gustavo aguas
Terça, 14 Abril 2015 13:50

Mocho-dos-banhados - Asio flammeus

mocho-dos-banhadosO Mocho-dos-banhados (Asio flammeus) é uma ave Strigiformes da família Strigidae. Também conhecida como coruja-do-bornal. Primeira descrição: Strix Flammea - Pontoppidan. Dansk Atlas 1, 1763 - Localidade: Suécia.

Seu nome científico significa: do (latim) asio = tipo de coruja orelhuda; e do (latim)flammeus, flamma = chamejante, ardente, cor de fogo. ⇒ Coruja orelhuda flamejante.

Nomes populares:

Francês: Hibou brachyote Alemão: Sumpfohreule Espanhol: Lechuza campestre Português: Mocho-dos-banhados

Características

Esta é uma coruja com cerca de 37 cm, aspecto delgado e partes inferiores finamente estriadas, possuindo asas longas e “orelhas” curtas e inconspícuas (Meyer-de-Schauensee, 1970; Sick, 1997), tarso e dedos recoberto por penas. Fêmea possui plumagem mais escura que o macho e jovem possui estrias no peito e no ventre.

Medidas:

Comprimento: 34 - 42cm

Peso: 206-396g (machos) e 260-475g (fêmeas)

Asa: 281-335mm

Registro feito em Americana- SP

Agradecimento ao amigo Gustavo Pinto que nos recebeu com paciência e dedicação em sua cidade e nos apresentou esta maravilhosa espécie.

mocho2 clique
mocho5 mocho4
Terça, 14 Abril 2015 13:35

Pipira-vermelha - Ramphocelus carbo

pipira-vermelhaA Pipira-vermelha (Ramphocelus carbo) é uma ave Passeriformes da família Thraupidae. Também conhecida como bico-de-prata, chau-baêta (MT, MS e MG), pepita, pipira (Amazonia), pipira-de-papo-vermelho e pipira-de-prata. Destaca-se pela base branca no bico do macho semelhante à da espécie tiê-sangue (Ramphocelus bresilus).

Seu nome significa: do (grego) rhamphos = bico; e koilos, këlis, kelas = côncavo, marcado; e do (latim) carbo = carvão, de coloração escura como carvão. ⇒ (Ave) com bico côncavo da cor de carvão.

Características

Mede cerca de 18centímetros. A grande característica da espécie é a base branca do bico do macho. Parece uma peça de porcelana, pelo brilho e formato. Fêmeas e machos juvenis não a possuem. Nesses últimos, o bico vai adquirindo, pouco a pouco, a coloração final, Desse modo, algumas aves com plumagem feminina e base do bico destacada podem ser os machos juvenis. Nos machos, o negro domina a plumagem do corpo, com tons avermelhados na parte da frente. O vermelho destaca-se conforme a iluminação do local e aumenta de intensidade em aves tomando sol, quando as penas são afastadas entre si, algumas na cabeça parecendo cabelos, ao serem eriçadas. As fêmeas e machos juvenis apresentam o negro na parte superior do corpo e as partes inferiores lavadas de marrom avermelhado. Vários machos estão presentes nos bandos, o que permite logo a identificação da espécie, caso haja dúvidas quanto à fêmea.

Registro feito em Águas de São Pedro- SP

pipira-vermelha clique
Terça, 14 Abril 2015 13:22

Pomba-galega - Patagioenas cayennensis

pomba-galegaA Pomba-galega (Patagioenas cayennensis) é um Columbiformes da família Columbidae

Seu nome significa: do (grego) patageö = barulho, barulhento; e oinas = pomba; e do (latim) cayannensis = referente a Cayena na Guiana Francêsa. ⇒ Pombo barulhento da Guiana. ou pombo barulhento de Cayena.

Também conhecida como pomba-dourada (SP, litoral sul), pocaçu, pomba-pocaçu, pomba-santa-cruz, pomba-verdadeira, pomba-legítima, pomba-mineira, pomba-gemedeira, pomba-do-ar(SP zuleica(SP) e pomba-saleira(PR).

Características

O alto da cabeça, pescoço, manto e peito são da cor vinho. O restante da plumagem é cinza-azulado, a nuca tem reflexos metálicos. As pontas das retrizes (penas da cauda) são pardo-claras. Mede cerca de 32 cm.

Tem um canto alto e acelerado: “gu-gúk, gúk-gu”. Vive na orla da mata, pousa comumente em embaúbas e sobre árvores isoladas nas margens dos rios. Voa bem. Move-se no solo andando com passinhos miúdos e rápidos; para a cabeça a cada passo dado, durante um instante, a fim de observar melhor as cercanias.

Registro feito em Portal do Paraná-PR, no Balneário de Ipanema

pomba-galega clique
Terça, 14 Abril 2015 13:05

Pomba-amargosa - Patagioenas plumbea

pomba-amargosaA Pomba-amargosa (Patagioenas plumbea) é um Columbiformes da família Columbidae. Conhecida também como caçaroba, guaçuroba, picaçu e pomba-verdadeira.

Seu nome significa: do (grego) patageö = barulho, barulhento; e oinas = pomba; e do (latim) plumbea, plumbeus, plumbum = com cor de chumbo, cinza opaco, chumbo. ⇒Pombo barulhento cor de chumbo.

Características

Mede cerca de 34 cm de comprimento e pesa 230 g. Seu tamanho é avantajado e a cauda é longa e larga. Seu colorido é cinza-plúmbeo, quase uniforme, com pequenas manchas claras e apagadas na base do pescoço posterior. Possui um canto forte formado por cinco sílabas bem distintas: “ku kú-ku ku ku”. Comum na copa de florestas úmidas, bordas de florestas e capoeiras altas. Vive solitária ou aos pares, congregando-se em grupos em árvores frutíferas.

Registro feito em Campo Magro-PR

poba-amargosa clique
Terça, 14 Abril 2015 12:59

Piolhinho - Phyllomyias fasciatus

piolhinhoO Piolhinho (Phyllomyias fasciatus) é uma ave Passeriformes da família Tyrannidae.

Seu nome científico significa: do (grego) phullon = folha; e myias = papa-moscas; e do (latim) fascia, fasciata, fasciatus = faixa, lista, listrado, com faixas, com banda. ⇒ Papa-moscas das folhas com bandas ou papa-moscas das folhas listrado.

Características

Mede 11 centímetros. Apresenta a cabeça cinza com a listra supraciliar, as auriculares e a garganta brancas. Suas asas são levemente barradas e possui a plumagem de cor olivácea nas partes superiores e amarelo-claro nas inferiores.

Registro feito em Campo Magro-PR

piolhinho clique
Quinta, 09 Abril 2015 18:01

Trinta-réis-real - Thalasseus maximus

trinta-reis-realO Trinta-réis-real (Thalasseus maximus) é um Charadriiformes da família Sternidae.

Seu nome significa:do (grego) thalasseus, thalassa = pescador do mar, mar; e do (latim) maximus = maior. ⇒ Maior pescador marinho ou maior dos pescadores marinhos.

É a maior espécie de trinta-réis em nosso País.

Características

Mede de 48 a 53 cm de comprimento e pesa de 350 a 450 gramas. Possui muitas semelhanças com as gaivotas, tanto na aparência quanto nos hábitos..

Registro feito em Tavares-RS

trinta-reis-real clique

mergulha-de-orelha-brancaTambém conhecido popularmente como mergulhão-de-cara-branca, o Mergulhão-de-orelha-branca (Rollandia rolland) é uma ave Podicipediformes da família Podicipedidae.

Seu nome significa: de rollandia = referente ao gênero Rollandia (Quoy & Gaimard, 1824); e de rolland = homenagem ao mestre artilheiro Rolland (fl. 1820) da corveta francesa L'Urânia que circunavegou o globo no período de (1817-1820). ⇒ (Ave) de Rolland ou mergulhão de Rolland.

Características

Mede de 24 a 36 cm e pesa 225 a 260 g. Ave preta com as partes inferiores e as laterais do corpo castanhas. Inconfundível pelo desenho branco berrante dos lados da cabeça. Espelho branco, aparecendo durante o vôo. Olhos vermelhos. Durante o descanso reprodutivo a ave apresenta coloração predominantemente castanha.

Registro feito em Tavares-RS

mergulhao-orelha-branca clique
Página 2 de 45

Temos 147 visitantes e Nenhum membro online

Fatbirder's Top 1000 Birding Websites

Curitiba possui 30 Parques e cerca de 81 milhões m² de área verde preservada. São 55m² de área verde por habitante, três vezes superior ao índice recomendado pela Organização Mundial de Saúde, de 16m². No Brasil, é a cidade onde a Mata Atlântica é melhor preservada. 

Com aproximadamente 400 espécies identificadas na cidade, entre nativas, migratórias e exóticas, segundo livro publicado pela Prefeitura Municipal de Curitiba, iniciamos nossas passarinhadas nestes Parques, queremos lembrar que não se trata de um trabalho científico e sim o registro da nossa paixão pelas aves.


Hierarquia dos taxons pertencentes à classe Aves de todas as aves do Brasil baseada na lista de aves do Brasil de janeiro de 2014 do CBRO (Comitê Brasileiro de Registro Ornitológico).

Os Textos são de consulta do site: http://www.wikiaves.com.br/.