|BUSCA NOMES COMUNS|abcdefgijlmopqrstuv
Portuguese English French German Italian Spanish
Passarinhando

Passarinhando

Quinta, 09 Abril 2015 16:59

Marreca-pardinha - Anas flavirostris

marreca-pardinhaA Marreca-pardinha (Anas flavirostris) é uma ave Anseriformes da família Anatidae. Também conhecida pelos nomes de assobiadeira, assoviadeira, danadinha, marreca-assobiadeira, marreca-assoviadeira, marreca-pintada e parda-pequena.

Seu nome científico significa: do (latim) anas = pato; e do (latim) flavus = amarelo; erostris = bico; flavirostris = bico amarelo. ⇒ Pato de bico amarelo.

Características

Esta ave mede cerca de 41,5 cm de comprimento, possuindo o corpo pintalgado de marrom, dorso mais escuro, peito salpicado, vértice anegrado, cauda curta e bico amarelo com ponta e linha central pretos. Em voo, revela um grande espelho alar branco, verde e ocre, compondo três faixas distintas. É uma espécie de marreca da região meridional da América do Sul. Entre a primavera e o verão, chegam ao Rio Grande do Sul e a Santa Catarina, e no inverno, alcançam o Paraná, o sudeste de São Paulo e o Rio de Janeiro.

Registro feito em Tavares-RS

marreca-pardinha clique
Quinta, 09 Abril 2015 16:43

Marreca-parda - Anas georgica

marreca-pardaA Marreca-parda (Anas georgica) é uma ave Anseriformes da família Anatidae.

Seu nome científico significa: do (latim) anas = pato; e georgica = referente ao estado da Georgia nos Estados Unidos da América. ⇒ Pato da Georgia. “Georgia Duck” de Latham (1785) (Anas).

Poucos estudos têm sido realizados com a Anas georgica (ver SILVA 1987, SILVA & SCHERER 1992, ANTAS et al. 1996 e NASCIMENTO et al. 2000a). Espécie cinegética (espécie comumente procurada para fins de caça) que até 1990 constava nas regulamentações de caça amadorista do Rio Grande do Sul e sofreu fortes pressões em seu contingente populacional. ANTAS et al. (1996) defendem que a falta de conhecimento de muitos aspectos biológicos e ecológicos básicos desta espécie impossibilitam uma abordagem mais detalhada de possíveis causas e medidas de manejo.

Características

Mede 60 cm de comprimento, pesa 550 gramas. Recebeu esse nome em função da coloração parda com manchas escuras que possui. Listras brancas e espaçadas sobre um fundo preto esverdeado na parte inferior da asa, bico amarelo esverdeado com uma banda preta no centro e pés cinzentos, são as suas características. As asas são castanho-acinzentadas. O espéculo é preto brilhante com bordas claras. As fêmeas são semelhantes aos machos, embora ligeiramente mais apagadas na aparência. Os juvenis são semelhantes aos adultos, mas mais cinza e com listras no peito e nas partes inferiores do abdome. Também tem o costume de andar em bandos. Em sua pluamgem, recorda a marreca-pardinha, mas difere desta pela cauda longa e pontiaguda e por ser maior.

Registro feito em Tavares-RS

marreca-parda clique
Quinta, 09 Abril 2015 16:26

Maguari - Ciconia maguari

maguariO Maguari (Ciconia maguari) é uma ave Ciconiiformes da família Ciconiidae.

Seu nome científico significa: do (latim) ciconia = cegonha; e do (tupi) maguari, baguari= bico forte, bico grande e resistente. ⇒ Cegonha com bico forte.

É conhecida ainda pelos nomes de cauanã, cauauá, cauauã (Paraná), cegonha, jaburu-moleque, joão-grande, maguarim, mauari, tabujajá, tapucaiá, baguari e tabuiaiá (Pantanal e Mato Grosso).

Características

Mede até 1,4m de altura com uma envergadura de mais de 2m. Pesando até 4,5Kg. Possui plumagem branca, rêmiges, coberteiras superiores e cauda negras, região perioftálmica e base do bico nuas e vermelhas.

Nas aves adultas da espécie sul-americana e da européia, há uma distribuição de cores idêntica. No entanto, o maguari é maior e seu bico é acinzentado, com ponta escura. Possui uma pele exposta avermelhada entre o bico e o olho amarelo. Quando sobrevoa muito alto uma área, pode ser confundido com o cabeça-seca. No entanto, o pescoço é coberto com penas brancas (ao contrário do pescoço nu dos cabeças-secas adultos); a cauda, negra, pequena e bifurcada, fica quase totalmente escondida em vôo pelas longas penas brancas do ventre (no cabeça-seca, a cauda e asas negras formam um conjunto único e notável). As pernas são mais longas do que no cabeça-seca, passando bem a cauda. Essas características são as mais visíveis com boa luz. O corpo do maguari é mais esguio e é maior do que o cabeça-seca. A ave juvenil fica com uma plumagem negra durante algum tempo, após a saída do ninho. Logo, é possível ver essa plumagem mesclada com o branco definitivo do corpo.

Registro feito em Tavares-RS

maguari clique

gaivota-maria-velhaA Gaivota-maria-velha (Chroicocephalus maculipennis) é uma ave Charadriiformes da família Laridae.

Seu nome científico significa: do (grego) khroizö = colorida; e de -kephalos, kephalë = com a cabeça, cabeça; e do (latim) macula = pintado; e -pennis, penna = penas da asa, pena. (Ave) com a cabeça colorida e pintas nas penas da asa.

Características

Mede 53 centímetros. O jovem apresenta plumagem diferente do adulto. O adulto é semelhante à gaivota-de-cabeça-cinza (Chroicocephalus cirrocephalus), sendo diferenciado principalmente pela cabeça escura ao invés de cinza e pela íris escura que no adulto de (Chroicocephalus cirrocephalus) é de coloração amarela. Após o período reprodutivo, apresenta a cara branca maculada de cinza e uma distinta mancha escura nas auriculares. Espécie migratória e localmente abundante. Vive exclusivamente na América do Sul, nos oceanos Pacífico e Atlântico, nas ilhas Falklands, Argentina, Chile, Uruguai e Brasil, do Rio Grande do Sul, onde é muito comum, até Alagoas, onde é raramente avistada.

Registro feito em Tavares-RS

gaivota-maria-velha clique

macarico-acaneladoO Maçarico-acanelado (Calidris subruficollis) é uma ave Charadriiformes da família Scolopacidae.

Seu nome significa: do (grego) kalidris, skalidris = pássaro da orla, cor de cinzas mencionado por Aristóteles; e do (latim) sub = perto, próximo; e rufa, rufus = castanho, avermelhado; e collis = pescoço, colo, garganta. ⇒ Pássaro da orla com garganta próximo da cor castanha.

Características

Mede 20 cm de comprimento. Bico preto e curto; pernas amarelas. Adulto com coroa e partes superiores escamadas de marrom-escuro e pardo; face e partes inferiores pardas, crisso mais claro; um anel ocular claro destaca o olho escuro na face “lisa”. Jovem com escamado marrom e branco por cima, mais acentuado que no adulto. Em voo, as penas de voo escuras fazem algum contraste com as coberteiras marrons; branco contrastante por baixo da asa. Atraente e muitas vezes manso, é difícil ser confundido. Migrante boreal raro, em áreas de capim baixo; aparece também em areais ao longo de rios, sobretudo durante a migração para o sul. Ocorre longe da água, ocasionalmente em pequenos bandos; caminha em silêncio, movendo a cabeça, com aspecto simpático. Se espantado, dá um longo voo, faz uma volta e retorna à mesma área.

Registro feito em Tavares-RS

macarico-acanelado clique

viuvinha-de-oculosA Viuvinha-de-óculos (Hymenops perspicillatus) é uma ave Passeriformes da família Tyrannidae.

Seu nome significa: do (grego) humën = pele; e öps = olho; e do (latim) perspicillata, perspicillatum, perspicillatus = lente, óculos, ver através de. ⇒ (pássaro com óculos de pele).

Características

Mede de 13 a 16 centímetros. O macho apresenta extensa área nua ao redor dos olhos. Ocorre no Rio Grande do Sul. Também é encontrado de Santa Catarina até o Rio de Janeiro e no oeste do Mato Grosso.

Registro feito em Tavares-RS

viuvinha-de-oculos clique
Quinta, 09 Abril 2015 08:35

Sargento - Agelasticus thilius

sargentoSargento (Agelasticus thilius) é um Passeriformes da família Icteridae.

Seu nome científico significa: do (grego) agelastikos = gregário; e de thilius = nome chileno para um pássaro preto com asas amarelas. ⇒ (Ave) gregária preta com asas amarelas.

Também conhecido como do-ré-mi-de-asas-amarelas e pássaro-preto-de-asa-amarela. Denominação anterior - Agelaius thilius.

Características

Mede cerca de 17 cm. de comprimento. No geral, negro com partes superiores e inferiores das asas amarelas. A fêmea e o jovem são estriados pardacentos. Quando pousa aparece a plumagem negra uniforme.

Registro feito em Tavares-RS

sargento clique
Quarta, 01 Abril 2015 05:18

Aniversário Passarinhando

amer-fla3Há exatos 5 anos (01/04/2010) foi posto no ar o site do grupo passarinhando. Uma proposta nascida de um sonho antigo, o qual nutri por muitos anos: levar a beleza das aves de Curitiba – e do Brasil – aqueles que se encantam pela natureza. De início pouco sabia sobre hábitos, espécies, cores, tamanhos das aves que costumeiramente atravessavam meu caminho quando visitava os parques da cidade, que são muitos e bem preservados. Aos poucos, mas com muito afinco, estudei e aprendi muito sobre essas belezas voadoras que preenchem a natureza com seu canto. Nesses cinco anos, agreguei muitos amigos, feitos justamente pelo amor compartilhado às aves.

Estes amigos, me acompanham até hoje em saídas de campo onde é prazeroso trocar informações e estar na presença de pessoas agradáveis, que compartilham do mesmo amor pela natureza. Foram tantas viagens feitas para observar, nem que seja uma espécie, como foi o caso do Gavião de Penacho, em SP. Ou às vezes não observar nenhuma espécie nova. Frustração!? Nunca. Em 5 anos de observação, aprendi que nunca é tempo desperdiçado. A natureza sempre nos mostra uma faceta diferente tal como uma mulher caprichosa que se revela aos poucos. Ainda há muito que conhecer pois somente avistei um pouco mais de 400 espécies da riquíssima avifauna brasileira. O projeto passarinhando pretende decolar para outras paragens deste imenso Brasil, para mostrar as belezas dos biomas e seus habitantes,  mas continuarei com os pés em Curitiba, alardeando as belezas da cidade colaborando para a preservação dos espaços verdes que ainda persistem. A vocês, seguidores do site passarinhando, ofereço um presente de aniversário. Um site reformulado e com as gravuras de um grande ilustrador de aves para baixar gratuitamente. Continuem conosco pelos próximos anos!

 American Flamingo (Link)


John James Audubon (26 de abril de 1785 – 27 de janeiro 1851) foi um naturalista americano de origem francesa, especializado na ilustração científica de aves. O seu trabalho mais conhecido The Birds of America (As Aves da América em língua portuguesa) alcançou, durante a sua vida, sucesso comercial e trouxe-lhe enorme popularidade junto do público. O prestígio científico alcançado pela obra valeu-lhe elogios rasgados dos seus pares e permitiu-lhe tornar-se o segundo americano (depois de Benjamin Franklin) a ser incluido à seleta Royal Society britânica para as ciências. 

Em nome deste sonho, Audubon percorreu os Estados Unidos da América em busca das aves que pretendia desenhar. A sua insistência em procurar os seus modelos na Natureza, em vez de utilizar exemplares taxidermizados em museus era então uma abordagem totalmente nova da ilustração científica.


O flamingo (Phoenicopterus ruber) é uma ave Phoenicopteriforme da família Phoenicopteridae.

Seu nome significa:: do (grego) phoinikopteros = que possui as asas vermelhas, com as penas das asas vermelhas; e do (latim) ruber = vermelho, rubro. ⇒ (Ave) com as penas das asas vermelhas ou (ave) com asas vermelhas. Conhecido também como flamengo, flamingo-grande, ganso-do-norte e ganso-cor-de-rosa.

Mede de 102 a 122cm. de comprimento e 90cm. de altura. A fêmea é um pouco menor. As asas são grandes, a cauda é curta, as pernas e o pescoço são longos, as pernas e os pés são vermelhos.

No Brasil, a espécie encontra-se ameaçada de extinção na última área em que ainda é encontrada, o Estado do Amapá, devido ao estabelecimento de plantações de arroz na região das lagunas, às salinas ao longo da costa, à caça predatória e à captura de seus ovos.


A imagem  de DOWNLOAD está no site : https://www.audubon.org/


Segunda, 09 Março 2015 16:37

Capitão-castanho - Attila phoenicurus

capitao3Capitão-castanho (Attila phoenicurus) é uma ave Passeriformes da família Tyrannidae. Também conhecido como tinguaçu-castanho e tinguaçu-de-cauda-vermelha.

Seu nome significa: de attila = referência a Átila rei dos hunos(406-453); e do (grego)phoinix = vermelho, roxo; e ouros = cauda. ⇒ Átila com a cauda vermelha.

Características

Mede cerca de 17,6 centímetros. Tem píleo cinzento, e seu bico é longo, forte e adunco. Pode ser encontrada na mata e nas copas. Costuma abanar a cauda para frente e para trás.

Registro feito Curitiba-PR, no Parque Iguaçu e também em Quatro Barras-PR,  na estrada do Corvo

capitao-castanho clique
capitao2
Quarta, 11 Fevereiro 2015 13:09

Beija-flores do México

Os beija-flores são um dos grupos de aves mais numerosos e variados do mundo. São distribuídos apenas no continente americano e são inequívocas por sua morfologia, conduta e hábitos. Todas as espécies são pequenas, têm bicos longos e magros e longas línguas tubulares que utilizam para alimentar-se com o néctar das flores. No México vivem 57 espécies de beija-flores.

colibri

Página 3 de 45

Temos 142 visitantes e Nenhum membro online

Fatbirder's Top 1000 Birding Websites

Curitiba possui 30 Parques e cerca de 81 milhões m² de área verde preservada. São 55m² de área verde por habitante, três vezes superior ao índice recomendado pela Organização Mundial de Saúde, de 16m². No Brasil, é a cidade onde a Mata Atlântica é melhor preservada. 

Com aproximadamente 400 espécies identificadas na cidade, entre nativas, migratórias e exóticas, segundo livro publicado pela Prefeitura Municipal de Curitiba, iniciamos nossas passarinhadas nestes Parques, queremos lembrar que não se trata de um trabalho científico e sim o registro da nossa paixão pelas aves.


Hierarquia dos taxons pertencentes à classe Aves de todas as aves do Brasil baseada na lista de aves do Brasil de janeiro de 2014 do CBRO (Comitê Brasileiro de Registro Ornitológico).

Os Textos são de consulta do site: http://www.wikiaves.com.br/.