|BUSCA NOMES COMUNS|abcdefgijlmopqrstuv
Portuguese English French German Italian Spanish
×

Atenção

JFolder::files: O caminho não é uma pasta válida. Caminho: /var/www/vhosts/passarinhando.com.br/httpdocs/images/onca

×

Aviso

There was a problem rendering your image gallery. Please make sure that the folder you are using in the Simple Image Gallery Pro plugin tags exists and contains valid image files. The plugin could not locate the folder: images/onca

Passarinhando

Passarinhando

trinta-reis-grandeO Trinta-réis-grande (Phaetusa simplex) é um Charadriiforme da família Sternidae. Conhecido também como Alâ (nome indígena, Mato Grosso) e Gaivota.

Seu nome significa: do (grego) phaetusa = da mitologia grega, Phaetusa, irmã de Faetonte e uma das filhas de Phoebus e Climene; e do (latim) simplex = simples. ⇒ Phaetusa simples.

Características 

Tais aves chegam a medir até 43 cm de comprimento, com plumagem cinzenta, asas com típico desenho alvinegro, pele da face e garganta vermelhas e bico amarelo-limão. Sobrevoam rios e lagos a procura de peixes, mergulham verticalmente no ar, em direção à água, parando logo na superfície e voando em seguida com o peixe no bico. Normalmente vive solitário ou aos pares, porém pode se juntar em bandos para descansar ou pernoitar.

Registro feito em Curitiba no Parque Passaúna

trinta-reis-grande clique
Quinta, 22 Maio 2014 14:03

Cabeçudo - Leptopogon amaurocephalus

cabecudoTambém conhecido como abre-cabeçudo, papa-mosca-de-capuz e úri (Rio de Janeiro), o Cabeçudo (Leptopogon amaurocephalus) é uma ave Passeriformes da família Rhynchocyclidae.

Seu nome significa: do (grego) leptos = delicado, esbelto; e de pögön = barba; e do (grego) amauros = marrom, escuro; e -kephalos = com a cabeça. ⇒ (Ave) esbelta com a cabeça marrom e barba.

Destaca-se das demais aves do interior da mata por possuir uma área negra nos lados da cabeça semelhante a uma orelha. Quando pousa ereto ou levemente inclinado para cima, aumenta a ilusão de que a cabeça é desproporcional ao corpo, razão para o nome comum em outras partes do Brasil..

Características

Pousa ereto ou levemente inclinado para cima, desde abaixo da copa até próximo ao chão. Não é observado em áreas abertas ou fora da vegetação densa. Seu chamado, alto e característico, parece vir de uma ave muito maior. É uma risada forte e relativamente longa, com as notas bem separadas. Vive solitário ou em casais. Ela não é muito tímida, mas a coloração geral verde garrafa, com lavado de amarelo na barriga, torna difícil de distingui-la no meio da folhagem.

cabecudo

clique

 

cervejaGuardadas como joias na estrada da graciosa, em plena mata atlântica, existem paraísos em que se fundiram a obra do homem e a natureza. São as pousadas! Muitas delas, desconhecidas do grande público e que são reservadas aos que as encontram porque sentem o chamado da quietude e da serenidade que o ambiente proporciona. Uma delas, nos chegou por indicação de um amigo. A Pousada da Graciosa está entre estas joias raras que fincou-se no coração da mata e que acolhe pessoas que sabem apreciar sua beleza.

Nossa chegada a esse tesouro foi motivada pela curiosidade em conhecer uma cervejaria artesanal que fica anexa a essa pousada: a Porto de Cima, que produz cervejas diferenciadas, com um toque regional, com gosto de mata e tradição local. Foi com essa curiosidade que conhecemos a cerveja que nas palavras de seu autor, o mestre cervejeiro Curt Matherne começa com a pureza da chuva que banha a mata atlântica.

Fomos recebidos na Pousada pela proprietária Mirian Lovera Silva, que nos mostrou o local e que nos encantou com sua simpatia e cordialidade. Seu esposo, Curt nos aguardava na cervejaria juntamente com o engenheiro Leonardo Lopes que nos mostraram como se desenvolve o processo de fabricação destas maravilhas em forma líquida. Aí são produzidas 14 tipos de cervejas, entre as de produção fixa e as sazonais. Cada uma delas possuindo uma receita contendo ingredientes regionais que incluem a banana, o mel, o melado de cana, o maracujá, o gengibre e a cataia.

Agora, vocês devem estar se perguntando: O que cerveja e aves tem em comum? Bem a resposta está nos nomes que o talentoso Curt batizou suas criações: Pica-pau é uma cerveja avermelhada com toques de mel, Bem-te-vi de sabor cítrico e aroma floral dado pelo mel, João-de-barro com aroma de pão fresco - levemente frutado - e um complexo sabor de minerais, citros, ervas e do tradicional biscoito ingles, Alma-de-gato contendo a mistura especial de maltes escuros que obtém discretas notas de tostados de caramelo e chocolate, guará com o leve amargor da cataia, planta típica do litoral do Paraná, Dos Tucanos com sabor apimentado, Surucuá feita com um toque do malte defumado e chocolate e até mesmo a Bafo-de-sapo, que inclui melado em sua fabricação. Cada uma com um sabor inconfundível. 

Depois de conhecermos a tecnologia cervejeira, Curt nos convidou a degustação. Simplesmente fantástica a união das explicações associadas ao fato de saborearmos uma cerveja única. Agradecemos ao Curt e a Míriam, esse casal cuja simpatia e felicidade nos acolheram.

cerveja cerveja
cerveja cerveja
porto

SERVIÇO

https://www.facebook.com/PortoDeCimaBrewingCompany

Estrada da Graciosa, Km 8, Pôrto De Cima, Parana, Brazil

Preço de cada garrafa de cerveja - R$ 12,00

Pode-se comprar um kit com 4 garrafas por R$ 40,00

Agendar visita e degustação no telefone 041 3462-1807

Segunda, 19 Maio 2014 16:45

Papa-piri - Tachuris rubrigastra

papa-piriO Papa-piri (Tachuris rubrigastra) é uma ave Passeriformes da família Tachurididae.

Seu nome significa: do (guarani) tachuri, tarichú = nome indígena guarani para várias aves de pequeno porte; e do (latim) rubi, rubeus = vermelho; e gaster, gastris = barriga. ⇒Pequeno pássaro com barriga vermelha.

Características

Espécie de pequeno porte (apenas 11 centímetros) é inconfundível por sua plumagem colorida, sendo possível identificar oito cores: na região das costas, verde brilhante, mesclando tons diversos e modificando-se de acordo com a inclinação e intensidade da luz; a cabeça é negra, com a região da nuca vermelha, faces azuis e longa linha amarela próxima aos olhos; a garganta é amarelo-clara, quase esbranquiçada, tornando-se um amarelo mais intenso ao longo do peito e abdômen; as asas são negras, com algumas manchas brancas; as pernas são pretas e a íris, cor de creme.

Registro feito em Morretes na 8ª Jornada Ornithos de Observação de Aves. Bicho difícil de registro. 

papa-piri

clique 
Domingo, 27 Abril 2014 16:22

Passeio à Colombo-PR

gruta20Os turistas que vem à Curitiba procuram conhecer as belezas da cidade, os pontos turísticos e a paisagem que a cidade oferece. Entretanto, poucos se dispõe a conhecer as cidades entorno da charmosa capital paranaense. Quando digo poucos, refiro-me também aos que aqui residem. Muitos desconhecem a beleza natural, arquitetônica, culinária e cultural que estas cidades tem para mostrar. Hoje, por exemplo, decidimos fazer essa desconstrução sócio-cultural e explorar uma das cidades que está próxima daqui e tão pouco conhecida do grande público: Colombo. Na verdade tudo inciou com o desejo de conhecer um ponto turístico. A Gruta do Bacaetava, que foi descoberta na cidade de Colombo há 106 anos, mas que somente em maio de 2000 foi incorpoada ao Circuito Italiano (pontos turísticos da cidade). Para chegar até lá é bastante fácil, pois seguindo pelo bairro Santa Cândida, encontramos a Rodovia da Uva (PR 417) que nos deixa dentro da cidade. No caminho, pudemos observar muitos sítios, chácaras, vinícolas e restaurantes da região. Tudo muito bem cuidado, com esmero típico de um povo cuja descendência está fincada na colonização italiana. Depois de alguns pedidos de informação, chegamos ao local pretendido: O Parque do Bacaetava, onde se localiza a gruta. No local funciona um ponto de recepção ao turista, onde preenchemos um cartão de identificação e fomos convidados a assistir um rápido vídeo, mostrando um pouco da história da cidade e de como foi fundado o parque e sua atração mor. Em seguida, o guia Luis, muito dedicado e simpático nos guiou ao local e nos deu explicações sobre tudo que encontra-se na gruta. As formações rochosas, os espeleotemas, alguns bem curiosos com nomes como "abóbora" e "caveira" e o rio que passa limpo e sereno por toda a extensão da formação. Apesar da escuridão, tudo lá é muito bonito e bem preservado, mostrando o respeito e dedicação à natureza. Ainda há que se registrar que na caverna habitam animais como aranhas e morcegos, que absolutamente causam mal aos visitantes. No parque que há muita mata nativa , sendo uma importante área de conservação ambiental, há um espaço para lazer, com churrasqueiras, e uma capela que abriga a imagem de Nossa Senhora de Lourdes que antigamente ficava no interior da gruta. Na saída o guia nos deu um mapa turístico e aí resolvemos explorar outros pontos da cidade. Como estávamos no caminho, porque não visitar a Igreja de São Pedro -Nossa Senhora do Caravaggio (Santa padroeira dos imigrantes italianos)? Por uma estrada rural, chegamos ao local. Uma bela Igreja de estilo arquitetônico antigo e como tudo na cidade, bem preservada. Curiosamente em frente a ela, encontramos a casa em que viveu uma personagem que poderá se tornar a primeira Santa Curitibana: a Venerável Irmã Antonieta Farani. Pena que o local apenas abre de segunda a sexta-feira. Não sei se foi coincidência, mas no momento que chegamos, outras pessoas da comunidade Capivari também chegaram junto conosco para uma reunião que iria acontecer no salão anexo. A senhora que cuida do local também la estava e nos apresentou a casa e contou a história desta Santa Irmã. Ao final, retornamos a Curitiba, mas não sem antes fotografar mais duas igrejas: a da comunidade de Ribeirão das Onças e a Matriz. Tudo que poderíamos ver não foi possível em uma manhã. Colombo oferece muito mais e precisaríamos de pelo menos um ou dois dias para percorrer tudo. Certamente vamos voltar pois a cidade é realmente linda e possui um ar interiorano onde a vida passa calma e serena, transmitindo isso ao visitante que a ela acorre!

E vocês vão nos perguntar: Onde estão os pássaros? Destes, só ouvimos o canto!

gruta1 gruta2
gruta3 gruta4
gruta5 gruta7
gruta6 gruta10
gruta8 gruta9
gruta11 gruta12
gruta13 gruta14
gruta15 gruta17
gruta18 gruta19
gruta20
igreja2 igreja3
igreja1 igreja4
Segunda, 31 Março 2014 21:17

José de Anchieta e as aves

guara-anchieta2O beato jesuíta espanhol José de Anchieta será canonizado no próximo dia 2 de abril por meio de um decreto assinado pelo Papa Francisco. A opção por um decreto, em vez de solenidade na Praça de São Pedro, no Vaticano, foi do Santo Padre e teria sido escolhida porque a canonização não está baseada em um recente milagre do beato.
O site Passarinhando lembra aqui, algumas passagens sobre a relação deste novo santo da Igreja Católica com as aves. A primeira delas é a lenda de que o Padre Anchieta partira de canoa viajando em seu incansável trabalho de catequese com alguns homens. Sob o sol forte os homens que o acompanhavam, suavam e reclamavam do calor. Foi então que o Padre, numa voz alta e clara, chamou as aves que voavam longe e esparsas. Num momento, elas acudiram em bando e, num vôo leve e reto, rumaram para a canoa. Então o vôo verde das maitacas se juntou à brancura das gaivotas e às asas escarlates dos guarás, como num toldo multicor, e, num vôo baixo e disciplinado, cobriram de asas e de sombra a canoa protegendo do sol escaldante.
Conta-se quando Anchieta escrevia nas areias da praia, os índios viram por vezes nesta praia uma avezinha fazendo festa e pousando nos ombros, na cabeça e nas mãos do padre para mostrar a José o cuidado que o céu tinha deles, ou para mostrar aos índios o com que haviam de respeitá-lo. Como se pode constatar, impossível, com os dados fornecidos, saber de que espécie é a ave citada.
Outra passagem envolvendo o padre Anchieta, conta que quando ele morreu, chegaram então duas andorinhas, colocando-se nos ombros do corpo, para vigiá-lo. Quando o levaram para o cemitério, apareceram mais duas andorinhas, que voaram em frente do cortejo. Ao enterrarem o corpo, formaram as andorinhas uma cruz acima da sepultura.
O Padre Anchieta nasceu em 19/3/1534 em São Cristóvão de La Laguna, capital da ilha de Tenerife, nas Ilhas Canárias - território da Espanha no Atlântico Norte e faleceu em 9/6/1597 na aldeia de Biritiba/ES, que hoje leva seu nome.

guara-anchieta clique
Guará - Eudocimus ruber e 3 emissões de selos do Brasil com o tema José de Anchieta
Terça, 25 Março 2014 11:38

BLUE JAY PARADE

gralhaVem ver, vem conhecer, minha cidade sorriso, terra dos Pinheirais...
Vem ver, nossas riquezas, as mil e uma belezas, um paraíso no sul...
Onde Nasceu a Gralha Azul...

Com estas três primeiras frases da Canção da Gralha Azul de autoria do Professor e folclorista Inami Custódio Pinto, os artistas dos Grupos ART.CON e ÓIA NÓIS e artistas convidados, cujos grupos dirigidos por Carla Schwab, Eloir Jr. e Kézia Talisin, apresentam sua sensibilidade para comemorar com arte os 321 anos da capital Paranaense.
Uma mostra coletiva, expressiva e unida nesta temática, quase” bairrista”, em amor a capital da Terra de Guairacá, um olhar pictórico, um olhar dinâmico e de intervenções contemporâneas que homenageiam Curitiba.
Nesta união de “Pinha”, os artistas apresentam suas obras dentro de suas linguagens artísticas, não há interferência em seus estilos, somente a representação sazonal de nossa ave símbolo é o que mantém o vínculo das obras produzidas exclusivamente para o evento.
As pinturas e instalações artísticas representam nossas mil e uma belezas, a arte que é produzida no Paraná e em especial em Curitiba, uma coletânea colorida e descontraída, passeando no bidimensional pelas nossas calçadas em petit-pavet pinhão, lendas, histórias, folclore, música e a fauna tão bem representada pela nossa atriz principal, a Gralha Azul, que desfila soberba entre as nuances, sobre as bênçãos de Nossa Senhora da Luz dos Pinhais.
Viver em Curitiba é comemorar sempre os 321 anos e tantos outros, pois é nosso “Jardim luz cheio de rosa, capital do Paraná” (trecho do hino de Curitiba).

A gralha azul é o principal disseminador da araucária, uma vez que, durante o outono, as gralhas estocam os pinhões para se alimentar o que contribui para sua preservação. A ave símbolo é protegida pela Lei Estadual n. 7957 de 1984.

“A gralha azul faz parte da nossa história, lendas, música, a forte influência da nossa colonização européia, nossas araucárias, enfim, tudo interagiu para que cada artista fizessem a sua obra de forma livre, utilizando a gralha azul como tema central”, destacou o curador Eloir Jr. A exposição permanecerá aberta para visitação até 27 de maio de 2014.

A mostra reúne obras de 20 artistas. São eles: Ana Lectícia Mansur, Ana Müller, Aninha Sacchelli, Carla Schwab, Cecifrance Aquino, Eloir Jr., João Câncio Neto, Kézia Talisin, Luiz Felix, Márcio Prodócimo, Michelle Mosele, Mônica Pailo, Noeli Tarachuka, Raquel Frota e Ruth Mara. Há também a participação de artistas convidados: Ana Knapik, Celso Parubocz, Katia Velo, Oswaldo Fontoura Dias e Tânia Leal.

Clique aqui e veja mais informações sobre a GRALHA AZUL.

Serviço
Exposição “Blue Jay Parade”
Local: Shopping Jardim das Américas
End.: Av. Nossa Senhora de Lourdes, 63
Bairro Jardim das Américas – Curitiba, PR
Abertura: 25 de março, às 19h30
Período de exposição: De 26 de março até 27 de maio de 2014
Horário de visitação: Horário comercial do Shopping
Entrada: Livre
Ingresso: Gratuito
Informações: (41) 3366.5885

Segunda, 24 Março 2014 14:56

Parque Estadual Rio da Onça

capa-oncaO Parque Florestal Rio da Onça situa-se na região central do município de Matinhos e apresenta vegetação do ecossistema Floresta Ombrófila Densa, áreas com reflorestamento existentes anteriores à criação do parque e áreas que abrigavam o depósito de lixo do município. A vegetação nessas áreas está em estágio médio ou avançado de regeneração e o Rio da Onça empresta à paisagem um forte poder de atração, além de constituir-se em corredor biológico. O parque agora possui 1660 hectares, sendo dotado de portal, trilhas interpretativas, pontes suspensas, centro de visitantes e mirante. Preserva caxetas, brejos graminosos e restingas cobertas por guanandis, maçarandubas, palmitos e tiriricas, habitados por preás, gatos do mato e gambás. Lembrando que existe trilhas que se interligam de forma muito bem preservada e acessível a todos que desejam percorrê-la à pé, uma vez que o terreno é todo plano. Durante nossa estadia, foi possível observar muitas espécies de aves, sendo um local excelente para isso, pois o ambiente é tranquilo. O acesso ao parque é fácil, por localizar-se a 600 m da praia, sendo feito pelo acesso pela PR 412, Balneário Riviera II.

Horário de atendimento: terça-feira a domingo das 8h às 11h30 das 13h às 17h.

{gallery}onca{/gallery}

Terça, 11 Março 2014 16:30

Caboclinho-branco - Sporophila pileata

caboclinho2O caboclinho-branco (Sporophila pileata) é uma ave da ordem passeriformes da família Thraupidae.

Seu nome significa: do (grego) sporos = semente; e philos = que gosta, amigo; e do (latim) pileata, pilleolus = com píleo, com chapéu, pequeno chapéu. ⇒ (Ave) com píleo que gosta de sementes ou (ave) com chapéu que gosta de sementes. 

Características

Mede cerca de 10cm de comprimento.

Registro feito em Tibagi-PR

caboclinho

clique

frango-carijoO Frango-d'água-carijó (Gallinula melanops) é uma ave Gruiformes da família Rallidae.

Seu nome significa: do (latim) gallinula = diminutivo de gallina = pequena galinha; e do (grego) melas = preto; e öps = face, cara; melanops = cara preta. ⇒ Pequena galinha com a face preta. 

Características

Mede Mede 26cm de comprimento. Apresenta pés lobulados, bico verde e íris vermelha.

Registro feito no Parque Iguaçu.

frango-carijo2

clique

Página 10 de 45

Temos 134 visitantes e Nenhum membro online

Fatbirder's Top 1000 Birding Websites

Curitiba possui 30 Parques e cerca de 81 milhões m² de área verde preservada. São 55m² de área verde por habitante, três vezes superior ao índice recomendado pela Organização Mundial de Saúde, de 16m². No Brasil, é a cidade onde a Mata Atlântica é melhor preservada. 

Com aproximadamente 400 espécies identificadas na cidade, entre nativas, migratórias e exóticas, segundo livro publicado pela Prefeitura Municipal de Curitiba, iniciamos nossas passarinhadas nestes Parques, queremos lembrar que não se trata de um trabalho científico e sim o registro da nossa paixão pelas aves.


Hierarquia dos taxons pertencentes à classe Aves de todas as aves do Brasil baseada na lista de aves do Brasil de janeiro de 2014 do CBRO (Comitê Brasileiro de Registro Ornitológico).

Os Textos são de consulta do site: http://www.wikiaves.com.br/.