|BUSCA NOMES COMUNS|abcefgijlmopqrstuv
Portuguese English French German Italian Spanish
carcara

carcara

Sexta, 01 Agosto 2014 15:57

Bico-virado-carijó - Xenops rutilans

bico-virado-carijoO Bico-virado-carijó (Xenops rutilans) é uma ave Passeriformes da família Xenopidae. 

Nome científico: Xenops rutilans⇒ Estranho enfrentador vermelho.

Características

Mede 12 centímetros. Apresenta um estriado das partes inferiores em contraste com as costas imaculadas. Encontrado praticamente em todo o Brasil, pouco visto na Amazônia e Caatinga. A maior parte foi observada na Mata Atlântica, na região Sul e Sudeste.

Registro feito em Fernandes Piheiro-PR na Floresta Nacional de Irati.

bico-virado-carijo 

clique

Quarta, 23 Julho 2014 14:15

Codorna-amarela - Nothura maculosa

codorna-amarelaCodorna-amarela (Nothura maculosa) é uma ave Tinamiformes da família TinamidaeTambém conhecida como codorna, codorna-comum, codorniz (Euler 1900), inhambuí, perdirzinho, perdiz e perdizinho.

Seu nome significa: do (grego) nothos = falso; e oura = cauda; e do (latim) maculosa, maculosus = manchada, com mácula. ⇒ Pássaro manchado com cauda falsa.

Características

Tem cerca de 23 centímetros e pesa aproximadamente 300 gramas. Suas cores são camufladas, confundindo-a com o ambiente. Todas as suas partes primárias são marrons barradas de amarelo.

Segundo informado na página 154 do livro Ornitologia Brasileira (Sick), o macho possui íris amarela e a fêmea possui íris pardo-laranja.

Vive em campos rupestres de altitude, campos ralos e baixos, pastos, culturas de milho, arroz e soja. Aparece em áreas rurais próximas às residências e, se não é importunada, acostuma-se facilmente ao homem. Não penetra nas matas ciliares e cerradões. Às vezes esconde-se em buracos e quando assusta-se, finge-se de morta.

Registro feito em Sacramento-MG. Esta espécie é muito especial para mim, lembro quando garoto ao correr nos campos sempre levava muitos sustos. Tínhamos muitos indivíduos em Curitiba, hoje elas não existem mais por aqui. 

Obrigado Lenice e Osmar pela ótima viagem ao Parque Nacional da Serra da Canastra.

codorna-amarela

clique
Quarta, 23 Julho 2014 13:32

Uí-pi - Synallaxis albescens

ui-piO Uí-pi (Synallaxis albescens) é uma ave da ordem Passeriformes, da família Furnariidae

Seu nome científico significa: de synallasis, synallaxis = nome dado por Vieillot (1818) para este gênero de aves com cauda espetada, do (grego) synallasis = era uma das ninfasIonides; e do (latim) albescens, albere = esbranquiçado, ser branco. ⇒ Synallaxis esbranquiçado ou ninfa das águas esbranquiçada. Na mitologia grega, Synallaxis era uma das irmandades de ninfas das águas que habitavam Kytherus, um rio da região de Elisno oeste da península do Pelopeneso. Os nomes individuais das ninfas Ionides eram:Calliphaea, Synallasis (ou Synallaxis), Pegaea e Iasis.

Características

Medidas: Comprimento total 170 mm, asa 56 mm, cauda 93 mm, tarso 20 mm, bico 12 mm, peso 14g. É uma ave de tons gerais castanho acinzentado, com os encontros marrons-avermelhados, uma coroa cinza na testa, alto da cabeça também marrom-avermelhado. Possui a cauda marrom e também uma mancha preta na base da garganta. Sick menciona que, ao cantar, ele infla sua garganta revelando o preto das penas da base. Vive nos campos, cerrados, pastos, campos cerrados, capoeiras secas e campinaranas. Emite o canto, o dissilábico “uí-pi”, insistentemente enquanto saltita apressadamente por entre a vegetação arbustiva.

Registro feito em Sacramento-MG no Parque Nacional da Serra da Canastra

uipi2 

clique

uipi

 

 

Terça, 22 Julho 2014 13:30

Japu - Psarocolius decumanus

japuO Japu (Psarocolius decumanus) é uma ave da ordem Passeriformes, da família IcteridaeTambém conhecido também como fura-banana (Minas Gerais), japu-gamela (Bahia), japuguaçu, japu-preto e rei-congo, pela corruptela “recongo” (Maranhão) é também chamado de Guacho.

Seu nome significa: do (grego) psar = estorninho; e koloios = gralha; e do (latim)decumanus = grande, imenso. ⇒ Gralha ou estorninho grande.

Características

O macho mede de 46 a 48 cm de comprimento e a fêmea de 36 a 38 cm, pesam de 155 a 360 g. Faz ninhos grandes e compridos em forma de bolsa, localizados em colônias, em árvores isoladas na borda de florestas ou clareiras. Cada colônia tem um macho dominante, cercado por subordinados que o ajudam a defender o território.

Registro feito em Sacramento-MG no Parque Municipal da Gruta dos Palhares

japu 

clique

Domingo, 20 Julho 2014 13:08

Passarinhando no Bosque da Casa Gomm

capa-gommAconteceu neste sábado (19) um encontro para observação de aves no Parque Gomm no Batel, na programação também icluiu prática de Tai Chi e troca de livros, além de atrações musicais.

Foram observadas 26 espécies neste primeiro encontro, esta atividade só foi possível à parte cirundante do bosque pois no interior dele não foi permitida a entrada, esperamos que o movimento Salvemos o Bosque da Casa Gomm consiga logo autorização para que possamos em um novo encontro exploramos o bosque por completo.

Agradecemos o convite do Luca Rischbieter e também da bióloga e educadora paulistana Marília Fanucchi que nos ajudou nesta observação de aves.

O movimento Salvemos o Bosque da Casa Gomm (o bosque é localizado junto à Casa Gomm, construída em 1913, que tem dois pavimentos tombados ), responsável pelo evento, teve início com a construção do Shopping Pátio Batel, vizinho ao local, quando a prefeitura cogitou a construção de uma rua pavimentada que cruzaria a área verde para aliviar o trânsito na região.


casa-gomm  entrada


 observacao  observacao2


  1. Andorinha-pequena-de-casa - Pygochelidon cyanoleuca
  2. Arredio-oliváceo - Cranioleuca obsoleta
  3. Beija-flor-tesoura - Eupetomena macroura
  4. Bem-te-vi - Pitangus sulphuratus
  5. Canário-da-terra-verdadeiro - Sicalis flaveola
  6. Choca-da-mata - Thamnophilus caerulescens
  7. Corruíra - Troglodytes musculus
  8. Gavião-de-rabo-branco - Geranoaetus albicaudatus
  9. Gavião-carijó - Rupornis magnirostris
  10. Grimpeiro - Leptasthenura setaria
  11. João-de-barro - Furnarius rufus
  12. Periquito-rico - Brotogeris tirica
  13. Pomba-de-bando - Zenaida auriculata
  14. Pombo-doméstico - Columba livia
  15. Quero-quero - Vanellus chilensis
  16. Risadinha - Camptostoma obsoletum
  17. Rolinha-roxa - Columbina talpacoti
  18. Sabiá-laranjeira - Turdus rufiventris
  19. Saí-andorinha - Tersina viridis
  20. Saíra-preciosa - Tangara preciosa
  21. Sanhaçu-cinzento - Tangara sayaca
  22. Sanhaçu-de-encontro-azul - Tangara cyanoptera
  23. Sanhaçu-papa-laranja - Pipraeidea bonariensis
  24. Tico-tico - Zonotrichia capensis
  25. Tiê-preto - Tachyphonus coronatus
  26. Urubu-de-cabeça-preta - Coragyps atratus

tico-tico-de-bico-amareloO Tico-tico-de-bico-amarelo (Arremon flavirostris) é uma ave da ordem Passeriformes, da família Passerellidae. Também conhecido como tico-tico-do-mato e tico-tico-do-mato-de-bico-amarelo. É encontrado em boa parte do centro-oeste brasileiro, sempre no interior da florestas. É mais freqüente do que o imaginado à primeira vista, pela dificuldade de observação

Seu nome significa: do (grego) arrhëmön = silencioso, sem discurso;(baseado em “Oiseau silencieux” de Buffon (1770-1783)); e do (latim) flavus = amarelo; e =rostris, rostrum = com o bico, bico. ⇒ (Ave) silenciosa com o bico amarelo.

Características

Suas cores destacam-no contra o fundo sombreado do chão da mata, enquanto pula entre raízes ou nos caules verticais das arvoretas. O laranja forte do bico (faixa negra no cume) forma um contraste único com o negro da cabeça (listra acinzentada no centro) e a listra branca. Costas cinzas, com asas esverdeadas e o encontro amarelo. A garganta é branca, tendo uma característica faixa peitoral negra, larga. Dependendo da posição da ave, essa faixa pode parecer mais estreita do que é. O restante do peito e barriga cinza claro, quase branco. Longas pernas cinza e, se a luz estiver muito boa, é possível ver as compridas unhas brancas. O macho com a cabeça e o peito coloridos berrantemente de preto e branco, dorso verde, como cinzento. Bico amarelo-avermelhado. A fêmea é semelhante ao macho diferindo pelas partes inferiores ligeiramente pardacentas e pelo colar negro interrompido.

Registro feito em Delfinópolis-MG

tico-tico-de-bico-amarelo 

clique

Quinta, 17 Julho 2014 15:29

Mutum-de-penacho - Crax fasciolata

mutum-de-penachoO Mutum-de-penacho (Crax fasciolata) é um Galliformes da família Cracidae. Conhecido também como mutum-pinima (Pará e Maranhão), nome que significa “mutum cheio de pintas”.

Seu nome significa: (não explicado) Crax; e do (latim) fasciolata, fasciolatum = com faixas, com bandas. ⇒ Crax com faixas.

Características

Mede cerca de 83 cm de comprimento e pesa 2,7 kg. O macho é preto com a região da barriga branca e a fêmea tem a plumagem preta listrada de branco, cabeça e pescoço preto, peito canela e barriga bege.

Registro feito em Delfinópolis-MG

mutum-de-penacho  clique

maria-preta-de-penachoMaria-preta-de-penacho (Knipolegus lophotes) é uma ave Passeriformes da família Tyrannidae 

Também conhecida como maria-preta (Minas Gerais) e maria-preta-de-topete. 


Seu nome significa: do (grego) knips, knipos = inseto; e lego = pegar, escolher; do (grego)lophos = penacho; e otis = abetarda (referência as aves da Ordem dos Gruiformes, classificadas na família dos Otídeos. Este grupo é formado por 6 gêneros , com 25 espécies, que ocorrem na Europa, Ásia e África). ⇒ (ave similar as abetardas que pega insetos e tem penacho). Vale lembrar que a referência a aves européias é comum, pois os ornitólogos que descreveram pela primeira vez estas espécies faziam associação e referiam-se as aves que conheciam no velho mundo. 

Características

O nome popular desta espécie ressalta o característico topete alto. Em voo, mostra uma ampla mancha branca nas asas abertas. Mede cerca de 21 centímetros..

maria-preta-de-penacho

clique 

 

Terça, 01 Julho 2014 17:24

Saracura-três-potes - Aramides cajaneus

saracura-tres-potesTambém é conhecida por saracura-do-brejo, sericoia, sericora e três-potes. A Saracura-três-potes (Aramides cajanea) é uma ave da família Rallidae. Em geral, é mais escutada do que vista. Vive no chão de áreas alagadas com vegetação densa, manguezais, margens de rios e lagoas. Seu canto dá origem aos seus três nomes comuns mais frequentes. Escutado no clarear do dia e no escurecer, pode, no entanto, ser ouvido no meio do dia ou à noite. O canto, muito grave e alto, é um dueto entre os membros de um par e, às vezes, em coro com vizinhos. Conforme a região do país, o sotaque local produz cada um dos nomes comuns. As saracuras em geral eram chamadas pelos colonos italianos de beccaccia (se lê becatcha), devido ao seu jeito desengonçado ao levantar voo, à semelhança da galinhola europeia (Scolopax rusticola).

Seu nome significa: do (grego) aramos = um tipo de garça mencionado por Hesinquio; e -öides = semelhante; e de cajaneus, cajanea = referente a região de Caiena na Guiana. ⇒(Ave) de Caiena semelhante a uma garça. “Poule d'eau de Cayenne “de d'Aubenton (1765-1781) (Aramides).

Características

Mede 39 centímetros. Habitante de mata, camuflada pela cor e pelo padrão da plumagem, possui o dorso castanho-esverdeado, pescoço e cabeça cinzentos, o peito castanho-ferruginoso e o bico, amarelo-esverdeado. As pernas e pés são vermelhos, com o tarso mais comprido do que o dedo médio.

Registro feito em Tapira-MG

saracura-tres-potes

 clique

Segunda, 30 Junho 2014 13:36

Cigarra-do-campo - Neothraupis fasciata

cigarra-do-campoA cigarra-do-campo é uma ave Passeriformes da família Thraupidae. Também conhecida como tiê-do-cerrado e sanhaço-do-cerrado.

Seu nome significa: do (grego) neos = novo; e thraupis = pequeno pássaro desconhecido, algum tipo de tentilhão. Em ornitologia Thraupis significa sanhaçu. e do (latim) fasciata, fasciatus, fascia = com faixa, com banda, faixa, banda. ⇒ Novo sanhaçu com faixa.

Características

Mede 16 cm de comprimento. Ao contrário da maioria das espécies da família Thraupidae, esse tiê é característico do Cerrado. Fácil de identificar pela máscara escura ao redor dos olhos e a garganta branca, a coloração é mais viva no macho do que na fêmea, especialmente, a máscara: negra no macho e cinza-escura na fêmea. Espécie endêmica do Bioma Cerrado, vive aos pares ou em grupos de três à sete indivíduos nos cerrados, cerradões e campos limpos. Chega a ocupar áreas ateradas de cerrado próximo à áreas urbanas. Um membro do grupo atua como sentinela, pousado em um galho exposto, enquanto os outros membros se alimentam no solo. Frequentemente estão juntos a outras espécies de aves, que podem se beneficiar de seu comportamento de sentinela.

Registro feito na Serra da Canastra - Sacramento-MG

cigarra-do-campo2

clique 

cigarra-do-campo

Página 8 de 45

Temos 99 visitantes e Nenhum membro online

Fatbirder's Top 1000 Birding Websites

Curitiba possui 30 Parques e cerca de 81 milhões m² de área verde preservada. São 55m² de área verde por habitante, três vezes superior ao índice recomendado pela Organização Mundial de Saúde, de 16m². No Brasil, é a cidade onde a Mata Atlântica é melhor preservada. 

Com aproximadamente 400 espécies identificadas na cidade, entre nativas, migratórias e exóticas, segundo livro publicado pela Prefeitura Municipal de Curitiba, iniciamos nossas passarinhadas nestes Parques, queremos lembrar que não se trata de um trabalho científico e sim o registro da nossa paixão pelas aves.


Hierarquia dos taxons pertencentes à classe Aves de todas as aves do Brasil baseada na lista de aves do Brasil de janeiro de 2014 do CBRO (Comitê Brasileiro de Registro Ornitológico).

Os Textos são de consulta do site: http://www.wikiaves.com.br/.