|BUSCA NOMES COMUNS|abcdefgijlmopqrstuv
Portuguese English French German Italian Spanish

O Beija-flor-de-peito-azul (Amazilia lactea) é uma ave Apodiformes da família Trochilidae.

É um dos menores beija-flores. Embora, muito ativo e briguento. Quase tão comum como o Beija-flor-tesoura, este beija-flor não chama tanto a atenção das pessoas, talvez por ser menor, e por ter cores mais discretas. Além disso, parece ser mais tímido que seu parente maior, saindo menos da proteção da folhagem.

Seu nome científico significa: de Amazilia = heroina Inca na novela “Les Incas, ou la destruetion de l'Empire du Pérou” de Jean Marmontel (1777); e do (latim) láctea, lacteus, lac = referente ao leite, leitosa, leite. ⇒ Amazilia leitoso.

Nome em inglês: Sapphire-spangled Emerald

Características

Chama a atenção pela garganta violeta e a faixa branca que desce pelo peito até a barriga, o que o diferencia bem de seus congêneres. As costas e a nuca são verde brilhante, a cauda e parte das asas são azul escuro, a garganta e parte do peito são de um tom azul muito vivo. a barriga é branca e dela sobe uma linha que divide o peito, que é ocráceo. Não há dimorfismo sexual. Mede entre 8 e 11 centímetros e pesa entre 3 e 6 gramas. (Weller, Kirwan and Boesman, 2016).

No Parque Tanguá, Curitiba-PR - Obrigado Cauã por indicar onde encontrar o bicho.

 

Publicado em Espécies

O Beija-flor-de-barriga-branca (Amazilia leucogaster) é uma Apodiformes da família Trochilidae.

Seu nome científico significa: de Amazilia = heroina Inca na novela “Les Incas, ou la destruction de l'Empire du Pérou” de Jean Marmontel (1777); e do (latim) leukos = branco, branca; e gaster = barriga. -  Amazilia com barriga branca.

Características

Mede 10 cm de comprimento. É um beija-flor de bico reto com base da mandíbula rosada, partes inferiores brancas imaculadas, mancha pós-ocular branca, além de fronte e face verde-brilhante.

Parque das Dunas, bosque dos Namorados - Natal-RN.

Publicado em Espécies
Domingo, 13 Março 2016 17:10

Vira-pedras - Arenaria interpres

O Vira-pedras (Arenaria interpres) é uma ave Charadriiformes da família Scolopacidae. Também conhecido como maçarico-turco.

Seu nome científico significa: do (latim) harena, arenarius, arenaria = relativo a areia, aquele que habita a areia; e interpres = mensageiro. ⇒ Mensageiro da areia.

Características

Mede de 21 a 26 cm. e pesa de 84 a 190 g. Cabeça, pescoço, garganta, e peito pretos e branco, com partes inferiores brancas nos adultos, e marrom no imaturo. Apresenta uma faixa branca na asa que lhe confere uma característica marcante e diagnóstica quando em voo. Duas subespécies reconhecidas, sendo que a brasileira é Arenaria interpres morinella. Não apresenta dimorfismo sexual.

Tão importante quanto o registro é a companhia dos amigos Lenice Amaral e Osmar Zarpelão! Na segunda expedição ao Parque Nacional da Lagoa do Peixe - Tavares-RS.

Publicado em Espécies
Quarta, 16 Dezembro 2015 17:04

Trinta-réis-miúdo - Sternula antillarum

O Trinta-réis-miúdo (Sternula antillarum) é uma ave Charadriiformes da família Sternidae.

Seu nome significa: de sternula = diminutivo de Sterna (Linaeus-1758); e de antillarum = referente ao arquipélago das Antilhas no Caribe. ⇒ Pequena Sterna das Antilhas.

Características

É uma pequena ave, de 22-24 cm de comprimento, com uma envergadura de 50 centímetros e pesando de 39-52 g. As partes superiores são bastante uniformes em cinza pálido, e as partes inferiores brancas. A cabeça é branca, com uma capa preta e linha através do olho até a base do bico, e uma testa pequena com mancha branca, no inverno, a testa branca é mais extensa. As pernas são amareladas. As asas são geralmente cinza pálido, mas com visíveis marcas pretas em suas coberteiras primárias.

Tão importante quanto o registro é a companhia dos amigos! No projeto Cidadão Cintista - Guaraqueçaba-PR.

Publicado em Espécies

Barranqueiro-de-olho-branco - Automolus leucophthalmusO barranqueiro-de-olho-branco (Automolus leucophthalmus) é uma Passeriformes da família Furnariidae.

Seu nome científico significa: do (grego) automolus = desertor, aquele que esconde, arredio; e do (grego) leukos = branco; e ophthalmos = com o olho, olho. ⇒ Desertor com olho branco ou (ave) com olho branco que esconde.

Características

Mede 20 centímetros. Apresenta olhos e garganta brancos e plumagem ferrugínea. Nidifica em túneis e barrancos..

Tão importante quanto o registro é a companhia dos amigos! No projeto Cidadão Cintista - Reserva Salto Morato - Guaraqueçaba-PR.

Barranqueiro-de-olho-branco - Automolus leucophthalmus 

 clique

Publicado em Espécies
Terça, 14 Abril 2015 13:50

Mocho-dos-banhados - Asio flammeus

mocho-dos-banhadosO Mocho-dos-banhados (Asio flammeus) é uma ave Strigiformes da família Strigidae. Também conhecida como coruja-do-bornal. Primeira descrição: Strix Flammea - Pontoppidan. Dansk Atlas 1, 1763 - Localidade: Suécia.

Seu nome científico significa: do (latim) asio = tipo de coruja orelhuda; e do (latim)flammeus, flamma = chamejante, ardente, cor de fogo. ⇒ Coruja orelhuda flamejante.

Nomes populares:

Francês: Hibou brachyote Alemão: Sumpfohreule Espanhol: Lechuza campestre Português: Mocho-dos-banhados

Características

Esta é uma coruja com cerca de 37 cm, aspecto delgado e partes inferiores finamente estriadas, possuindo asas longas e “orelhas” curtas e inconspícuas (Meyer-de-Schauensee, 1970; Sick, 1997), tarso e dedos recoberto por penas. Fêmea possui plumagem mais escura que o macho e jovem possui estrias no peito e no ventre.

Medidas:

Comprimento: 34 - 42cm

Peso: 206-396g (machos) e 260-475g (fêmeas)

Asa: 281-335mm

Registro feito em Americana- SP

Agradecimento ao amigo Gustavo Pinto que nos recebeu com paciência e dedicação em sua cidade e nos apresentou esta maravilhosa espécie.

mocho2 clique
mocho5 mocho4
Publicado em Espécies
Quinta, 09 Abril 2015 16:59

Marreca-pardinha - Anas flavirostris

marreca-pardinhaA Marreca-pardinha (Anas flavirostris) é uma ave Anseriformes da família Anatidae. Também conhecida pelos nomes de assobiadeira, assoviadeira, danadinha, marreca-assobiadeira, marreca-assoviadeira, marreca-pintada e parda-pequena.

Seu nome científico significa: do (latim) anas = pato; e do (latim) flavus = amarelo; erostris = bico; flavirostris = bico amarelo. ⇒ Pato de bico amarelo.

Características

Esta ave mede cerca de 41,5 cm de comprimento, possuindo o corpo pintalgado de marrom, dorso mais escuro, peito salpicado, vértice anegrado, cauda curta e bico amarelo com ponta e linha central pretos. Em voo, revela um grande espelho alar branco, verde e ocre, compondo três faixas distintas. É uma espécie de marreca da região meridional da América do Sul. Entre a primavera e o verão, chegam ao Rio Grande do Sul e a Santa Catarina, e no inverno, alcançam o Paraná, o sudeste de São Paulo e o Rio de Janeiro.

Registro feito em Tavares-RS

marreca-pardinha clique
Publicado em Espécies
Quinta, 09 Abril 2015 16:43

Marreca-parda - Anas georgica

marreca-pardaA Marreca-parda (Anas georgica) é uma ave Anseriformes da família Anatidae.

Seu nome científico significa: do (latim) anas = pato; e georgica = referente ao estado da Georgia nos Estados Unidos da América. ⇒ Pato da Georgia. “Georgia Duck” de Latham (1785) (Anas).

Poucos estudos têm sido realizados com a Anas georgica (ver SILVA 1987, SILVA & SCHERER 1992, ANTAS et al. 1996 e NASCIMENTO et al. 2000a). Espécie cinegética (espécie comumente procurada para fins de caça) que até 1990 constava nas regulamentações de caça amadorista do Rio Grande do Sul e sofreu fortes pressões em seu contingente populacional. ANTAS et al. (1996) defendem que a falta de conhecimento de muitos aspectos biológicos e ecológicos básicos desta espécie impossibilitam uma abordagem mais detalhada de possíveis causas e medidas de manejo.

Características

Mede 60 cm de comprimento, pesa 550 gramas. Recebeu esse nome em função da coloração parda com manchas escuras que possui. Listras brancas e espaçadas sobre um fundo preto esverdeado na parte inferior da asa, bico amarelo esverdeado com uma banda preta no centro e pés cinzentos, são as suas características. As asas são castanho-acinzentadas. O espéculo é preto brilhante com bordas claras. As fêmeas são semelhantes aos machos, embora ligeiramente mais apagadas na aparência. Os juvenis são semelhantes aos adultos, mas mais cinza e com listras no peito e nas partes inferiores do abdome. Também tem o costume de andar em bandos. Em sua pluamgem, recorda a marreca-pardinha, mas difere desta pela cauda longa e pontiaguda e por ser maior.

Registro feito em Tavares-RS

marreca-parda clique
Publicado em Espécies
Quinta, 09 Abril 2015 08:35

Sargento - Agelasticus thilius

sargentoSargento (Agelasticus thilius) é um Passeriformes da família Icteridae.

Seu nome científico significa: do (grego) agelastikos = gregário; e de thilius = nome chileno para um pássaro preto com asas amarelas. ⇒ (Ave) gregária preta com asas amarelas.

Também conhecido como do-ré-mi-de-asas-amarelas e pássaro-preto-de-asa-amarela. Denominação anterior - Agelaius thilius.

Características

Mede cerca de 17 cm. de comprimento. No geral, negro com partes superiores e inferiores das asas amarelas. A fêmea e o jovem são estriados pardacentos. Quando pousa aparece a plumagem negra uniforme.

Registro feito em Tavares-RS

sargento clique
Publicado em Espécies
Página 1 de 5

Temos 83 visitantes e Nenhum membro online

Fatbirder's Top 1000 Birding Websites

Curitiba possui 30 Parques e cerca de 81 milhões m² de área verde preservada. São 55m² de área verde por habitante, três vezes superior ao índice recomendado pela Organização Mundial de Saúde, de 16m². No Brasil, é a cidade onde a Mata Atlântica é melhor preservada. 

Com aproximadamente 400 espécies identificadas na cidade, entre nativas, migratórias e exóticas, segundo livro publicado pela Prefeitura Municipal de Curitiba, iniciamos nossas passarinhadas nestes Parques, queremos lembrar que não se trata de um trabalho científico e sim o registro da nossa paixão pelas aves.


Hierarquia dos taxons pertencentes à classe Aves de todas as aves do Brasil baseada na lista de aves do Brasil de janeiro de 2014 do CBRO (Comitê Brasileiro de Registro Ornitológico).

Os Textos são de consulta do site: http://www.wikiaves.com.br/.