|BUSCA NOMES COMUNS|abcdefgijlmopqrstuv
Portuguese English French German Italian Spanish
Quinta, 12 Outubro 2017 13:04

Dragão - Pseudoleistes virescens

Publicado em Espécies

O Araçari-de-bico-branco (Pteroglossus aracari) é um Piciformes da família Ramphastidae. Conhecido também como camisa-de-meia, araçari-culico, culico (Minas Gerais), tucano-de-cinta, araçari-da-mata e araçari-minhoca (Rio de Janeiro).

Seu nome científico significa: do (grego) pteros = pena, asa; e glössa = língua; pteroglossus = com língua emplumada e do (tupi) arassari, aracari = palavra indígena tupi que significa pequena ave brilhante (como o dia). ⇒ Pequena ave brilhante com a língua emplumada.

Características

Este araçari mede entre 43 e 46 centímetros de comprimento e pesa entre 177 e 325 gramas.
É identificável pela maxila branca, que contrasta com a região de baixo do bico, que é negra. A cabeça é recoberta pela cor negra, com coberteiras castanho-escuras, na altura dos ouvidos. A região perioftálmica é nua, azul-acinzentada tendendo ao preto e os olhos são marrons. O verde recobre o dorso e o Uropígio é vermelho. Possui a região da barriga amarelada, transpassada por uma faixa vermelha na região mediana, e coxas verde-oliva, o que o diferencia das outras espécies do seu grupo. A fêmea apresenta o bico um pouco menor que o do macho.

Possui três subespécies reconhecidas: Pteroglossus aracari atricollis, Pteroglossus aracari aracari e Pteroglossus aracari wiedii 

Pteroglossus aracari aracari (Linnaeus, 1758) – apresenta ocorrência disjunta no território brasileiro, sendo encontrado ao sul do Rio Amazonas, do Rio Madeira até o estado do Maranhão e norte do estado de Mato Grosso e Goiás; também no leste dos estados de Pernambuco e Alagoas e no leste do estado de Minas Gerais e nos estados do Espírito Santo e Rio de Janeiro.

Nome em Inglês - Black-necked Aracari

Registro feito em Manaus-AM

Publicado em Espécies
Terça, 22 Novembro 2016 12:50

Araçari-miudinho - Pteroglossus viridis

O Araçari-miudinho (Pteroglossus viridis) é um Piciformes da família Ramphastidae. Também chamado de araçari-verde e araçari-limão.

Seu nome científico significa: do (grego) pteros = pena, asa; e glössa = língua; pteroglossus = com língua emplumada e do (latim) viridis = verde. ⇒ Ave verde com a língua emplumada.

Características

Menor espécie do gênero, mede entre 30 e 39 centímetros de comprimento e pesa entre 110 e 162g. O macho de araçari-miudinho apresenta a cabeça e o pescoço negros. O dorso, asas e cauda são verdes, o uropígio é vermelho. Ao contrário da maioria dos outros araçaris, ele não tem faixa transversal vermelha no abdômen e seu peito, ventre e crisso são completamente amarelos. A base do bico é vermelha, a mandíbula superior é amarela e laranja e a mandíbula inferior é preta. Ao redor dos olhos apresenta uma pele nua na coloração turquesa e uma mancha vermelha na parte posterior dos olhos.
As fêmeas da espécie apresentam a cabeça e o pescoço de coloração marrom com tons vináceos.

Nome em Inglês - Green Aracari

Registro feito em Manaus-AM

Publicado em Espécies

O Beija-flor-de-bico-curvo (Polytmus guainumbi) é uma ave Apodiformes da família Trochilidae.

Seu nome científico significa: do (grego) polutimos = valioso, caro; e do (tupi)guainumbi = nome ameríndio Tupi para um beija-flor, pássaro brilhante. ⇒ Beija-flor valioso e brilhante ou guainumbi valioso e brilhante.

Nome em Inglês -White-tailed Goldenthroat

Características

Mede 10 centímetros de comprimento. Possui bico longo e curvo, com a base da mandíbula vermelho-clara; plumagem superior dourado a verde-bronze brilhantes; área cinza escuro nos olhos bordeada por cima e por baixo por uma longa listra branca; partes de baixo verde-dourado iridescente; cauda arredondada, longa, verde, com ponta branca. Fêmea semelhante ao macho, mas com listras amareladas na face; queixo esbranquiçado, resto das partes inferiores amareladas, com a garganta e o peito pintados de verde. Imaturo parecido com a fêmea, com as penas da cabeça bordeadas de amarelo pálido.

Registro feito em Americana-SP no Parque Aimaratá.

Publicado em Espécies

O Flamingo-grande-dos-andes (Phoenicoparrus andinus) é uma ave da ordem Phoenicopteriformes, da família Phoenicopteridae.


Esta espécie está listada como vulnerável porque sofreu um declínio rápido da população ao longo dos últimos anos, devido à exploração e ao declínio na qualidade do habitat. Exploração já diminuiu e dados de pesquisas recentes sugerem que a população é agora estável; No entanto, continua a ser muito empobrecido em comparação com números anteriores.

Seu nome científico significa: do (grego) phoinix = vermelho, carmesim; e do (latim)parra = ave desconhecida de mau agouro, geralmente associada a aves aquáticas; e deandinus, andina, andinum = referente ou originário das regiões andinas na América do Sul, da Cordilheira dos Andes. ⇒ (Ave) vermelha da Cordilheira dos Andes.

Características

Mede entre 102-110 cm. No Brasil se encontra em uma pequena parte do oeste e no Rio Grande do Sul na região da Lagoa dos Patos, no leste de Santa Catarina, foz do rio Tijucas, praias de lama em Governador Celso Ramos.

Nome em Inglês - Andean Flamingo

Registro feito em Tijucas-SC.

Flamingo-grande-dos-andes - Phoenicoparrus andinusFlamingo-grande-dos-andes - Phoenicoparrus andinus

clique

Publicado em Espécies

 O Piolhinho-serrano (Phyllomyias griseocapilla) é uma ave Passeriformes da família Tyrannidae.

Seu nome significa: do (grego) phullon = folha; e myias = papa-moscas; e do (latim) giseus = cinza; e de -capillus, cappilus = com a cabeça, cabelo da cabeça. ⇒Papa-moscas das folhas com cabeça cinza.

Características

Mede 10 centímetros. Apresenta cabeça cinza, flancos amarelados e partes inferiores brancas em contraste com o verde-folha das partes superiores e não oliváceos com as outras do gênero Phyllomyias.

Endêmica da Mata Atlântica do leste do Brasil, ocorre desde o sul da Bahia até o nordeste do Rio Grande do Sul (Sick, 1997; Bencke, 2010).

Nome em Inglês - Gray-capped Tyrannulet

Espécie quase ameaçada

Registro feito em Morretes-PR.

Piolhinho-serrano - Phyllomyias griseocapilla

clique

Publicado em Espécies

A Papa-taoca-do-sul (Pyriglena leucoptera) é uma ave Passeriformes da família Thamnophilidae.

Seu nome científico significa: do (grego) puriglënos = olho de fogo; e do (grego) leukos= branco; e -pteros = asa. ⇒ Olho de fogo com asa branca.

Características

Tem cerca de 17 centímetros. O macho é negro reluzente, e olhos vermelhos. Tem duas barras alvas sobre a asa e com área dorsal branca oculta. A fêmea é parda com partes inferiores mais claras e com a mesma mácula oculta do macho. Costuma emitir de 4 a 6 assobios ressonantes.

Vive à pouca altura na mata, em vegetação secundária e também perto de habitações. Seu nervosismo pode ser observado pelo movimento da cauda e do píleo. Costuma abaixar e levantar a cauda lentamente. Locomove-se predominantemente saltando e pulando, seja pela ramaria ou no solo. É uma frequente seguidora de formigas de correição, sendo que sua presença numa determinada área é o melhor indício da presença destas formigas. Vocalizam especialmente em horários crepusculares, entretanto, ao encontrarem formigas de correição costumam vocalizar incessantemente, indicando possivelmente para outras aves a localização da correição.

No 5º Monitoramento de Aves da SAVE Brasil - Guaraqueçaba-PR.

Publicado em Espécies
Quarta, 04 Maio 2016 12:22

Pica-pau-bufador - Piculus flavigula

O Pica-pau-bufador (Piculus flavigula) é um Piciformes da família Picidae.

Conhecido também como pica-pau-de-cabeça-amarela e pica-pauzinho-amarelo.

Seu nome científico significa: do (latim) piculus = diminutivo de picus = pequeno pica-pau; e do (grego) flavi, flavus = amarelo; e gula, gularis = garganta, com a garganta;flavigula = com a garganta amarela. ⇒ Pequeno pica-pau com a garganta amarela.

Características

Mede cerca de 17,5 cm de comprimento. O macho possui o alto da cabeça e a nuca vermelhos, com as laterais da cabeça amarelas; a fêmea apresenta o alto da cabeça amarelo-oliváceo, as laterais da cabeça amarelas e apenas um pouco de vermelho na nuca.

No 5º Monitoramento de Aves da SAVE Brasil - Guaraqueçaba-PR.

Publicado em Espécies

O Batuiruçu-de-axila-preta (Pluvialis squatarola) é um Charadriiformes da família Charadriidae.

Também conhecido como batuíra, maçarico e tarambola-cinzenta.

Seu nome científico significa: do (latim) pluvialis = relativo a chuva. pluvial; e desgatarola = nome veneziano para uma espécie de tarambola. - Tarambola da chuva.

Características

Mede 30 cm de comprimento. Muito semelhante com o batuiruçu, difere na plumagem de descanso pela faixa ou linha superciliar branca menos evidente e de tons mais apagados. Em voo, destaca-se uma grande mancha negra sob as asas, nas axilares. Em plumagem pós e pré-nupcial, os machos exibem as partes inferiores anegradas, como seu congênere, mas o dorso é maculado em tons alvinegros sem amarelo algum, e o ventre é branco.

Forte dos Reis Magos - Natal-RN.

Publicado em Espécies
Página 1 de 8

Temos 81 visitantes e Nenhum membro online

Fatbirder's Top 1000 Birding Websites

Curitiba possui 30 Parques e cerca de 81 milhões m² de área verde preservada. São 55m² de área verde por habitante, três vezes superior ao índice recomendado pela Organização Mundial de Saúde, de 16m². No Brasil, é a cidade onde a Mata Atlântica é melhor preservada. 

Com aproximadamente 400 espécies identificadas na cidade, entre nativas, migratórias e exóticas, segundo livro publicado pela Prefeitura Municipal de Curitiba, iniciamos nossas passarinhadas nestes Parques, queremos lembrar que não se trata de um trabalho científico e sim o registro da nossa paixão pelas aves.


Hierarquia dos taxons pertencentes à classe Aves de todas as aves do Brasil baseada na lista de aves do Brasil de janeiro de 2014 do CBRO (Comitê Brasileiro de Registro Ornitológico).

Os Textos são de consulta do site: http://www.wikiaves.com.br/.