|BUSCA NOMES COMUNS|abcefgijlmopqrstuv
Portuguese English French German Italian Spanish
flamingo

flamingo

Quarta, 19 Fevereiro 2014 10:46

Psittaciformes

Os Psittaciformes são algumas das aves mais inteligentes e que possuem o cérebro mais desenvolvido. Têm a capacidade de imitar, com grande fidelidade, todos os tipos de som, inclusive palavras. Animais longevos, cujas espécies maiores podem viver mais de 50 anos. São, sem dúvida, um grupo de aves distintas das demais, tendo uma série de características específicas. Têm bicos altos e aduncos, cuja mandíbula superior é consideravelmente maior que a inferior e não está completamente fixa ao crânio, como acontece com outras aves, estando ligada a este por uma espécie de “junta”, que lhe permite movimentá-la para cima e para baixo. A mandíbula inferior pode mover-se lateralmente o que torna o bico dessas aves, juntamente com sua ágil língua, um genial e versátil instrumento. A plumagem, bastante colorida na maioria das espécies, é mantida limpa com a ajuda do pó que se acumula na penugem do dorso. A grande maioria das espécies é muito sociável e vive em bandos ao longo de todo o ano, ou pelo menos, após a reprodução.

Família Psittacidae Rafinesque, 1815 - Araras, papagaios e periquitos

16 espécies

Quarta, 19 Fevereiro 2014 10:31

Podicipediformes

A ordem dos Podicipediformes engloba apenas uma família, a Podicipedidae. É um grupo de vasta distribuição, estando presente em todos os continentes, exceto nas regiões polares e em algumas ilhas oceânicas. É composta por aves como os mergulhões, que frequentam rios e lagos.

Os podicipediformes são aves de porte médio, de comprimento variando de 22 a 76 cm e peso de 100g a 1,6 Kg. A plumagem é geralmente castanha ou cinzenta, sendo a zona ventral mais clara. O dimorfismo sexual, se presente, ocorre apenas na época de reprodução, entretanto a fêmea pode apresentar o corpo e o bico menores que o do macho. O pescoço é alongado e termina numa cabeça arredondada com bico curto, por vezes encurvado. O corpo é estreito, com as patas localizadas quase na zona terminal, uma adaptação à natação e ao mergulho que torna estas aves bastantes desajeitadas em terra. As asas são curtas mas fortes, permitindo voo durante longas distâncias e retrizes rudimentares.

Família Podicipedidae Bonaparte, 1831 - Mergulhões

03 espécies

Quarta, 19 Fevereiro 2014 10:21

Piciformes

Ordem de pica-paus, tucanos, araçaris e afins.Aves de pequeno e médio porte que habitam preferencialmente áreas com arboreamento em densidade, utilizando esses ambientes como esconderijo, nidificação e para a alimentação baseada em frutos, insetos e pequenos animais. As aves dessa ordem precisam de fontes proteicas, o que explica os diversos fragrantes de captura de insetos e mesmo pequenos anuros e répteis _ os pica-paus são assim denominados por furarem os troncos das arvores a procura de comida e a ariramba executa vôos curtos colhendo no ar pequenos seres alados que passam pelo seu campo de ação. Os piciformes se distinguem também pela coloração de suas plumagens, sempre multicor e vistosa, destacando-se como belos exemplares da ave-fauna.

Família Capitonidae Bonaparte, 1838 - Capitães 
Família Ramphastidae Vigors, 1825 - Tucanos e araçaris 
Família Picidae Leach, 1820 - Pica-paus

Quarta, 19 Fevereiro 2014 09:47

Gruiformes

Ordem de jacamins, carão, saracuras, galinhas d'água e afins. Gruiforme significa “como a grua”. Esta definição se dá devido ao aspecto dos indivíduos incluídos na ordem, que lembram o formato dos enormes guindastes aos quais nos acostumamos na paisagem das cidades quando da construção de uma obra de engenharia. Aves pernaltas amplamente distribuídas pelo globo habitando desde áreas alagadiças, costeiras e mesmo climas extremos como desertos. A alimentação varia de acordo com o habitat da espécie.

Família Aramidae Bonaparte, 1852 - Carão 
Família Psophiidae Bonaparte, 1831 - Jacamim 
Família Rallidae Rafinesque, 1815 - Galinhas-d’água e saracuras 
Família Heliornithidae Gray, 1840 - Picaparra

Terça, 18 Fevereiro 2014 17:16

Galliformes

Os Galliformes são, na sua maioria, aves corpulentas de tamanho médio ou grande, com poderosos bicos arredondados e fortes e garras cegas, úteis para esgravatar o solo. De modo geral, deslocam-se no solo em passo muito rápido. Mantém a plumagem limpa esfregando-se na terra. Em muitas espécies, o macho é mais colorido do que a fêmea, que passa facilmente despercebida. Quando atacados, enganam os predadores largando as penas enquanto fogem. A época de reprodução é normalmente precedida por elaboradas paradas nupciais. Regra geral, é a fêmea que constrói o ninho, incuba os ovos e cuida dos filhotes. Estes nascem bastante desenvolvidos alimentando-se sozinhos. Os Galliformes distribuem-se por todos os continentes, com exceção da Antártica.

Família Cracidae Rafinesque, 1815 - Jacus, mutuns e afins 
Família Odontophoridae Gould, 1844 - Urus


Cracidae é uma família da ordem galliforme que inclui as aves conhecidas popularmente no Brasil como mutum (gêneros Crax e Mitu), jacu (gêneros Penelope e Pipile) e aracuã (gênero Ortalis). O grupo habita sobretudo as zonas tropicais e subtropicais da América do Sul, América Central e América do Norte até o México; a espécie Ortalis vetula, no entanto, chega a incluir em sua área de distribuição o estado americano do Texas.

Assemelham-se morfologicamente aos seus parentes distantes, os faisões e perdizes européias e asiáticas (pertencendo, tal como estes, à ordem dos Galliformes), diferindo deles, no entanto, pelo fato de preferirem habitats florestais aos campestres, nidificarem em árvores, e não no chão, e terem uma alimentação mais frugívora do que granívora. Os cracídeos são importantes dispersores de sementes e aparentemente têm um papel fundamental em manter a floresta tropical através da dispersão de suas plantas preferidas (Guix e Ruiz 1997, Sedaghatkish et al. 1999). Dispersão de sementes é o fenômeno onde as sementes de plantas e árvores são dispersas por certas animais que comem a semente e a excreta em outras áreas da floresta onde a semente então germina. A predação de semente é o termo dado ao processo onde os animais comem a parte reprodutiva das plantas, portanto, impedindo sua regeneração.

03 espécies

Terça, 18 Fevereiro 2014 16:46

Cuculiformes

Ordem dos anus, do alma-de-gato, do saci e de outras aves afins

Família Cuculidae Leach, 1820 - Anus, almas-de-gato, sacis e afins


Os Cuculidae são aves cosmopolitas, originárias provavelmente das regiões tropicais do Velho Mundo onde emigrou para a América. Atualmente os fósseis desta família mais antigos datam do início do Terciário na Europa. Registros fósseis do Brasil (Minas Gerais) datam o Pleistoceno.


05 espécies

Terça, 18 Fevereiro 2014 16:35

Columbiformes

Ordem de Pombas, rolas e dodôs. Aves com vasta distribuição geográfica, sendo algumas espécies bastante comuns no meio urbano (se aproveitando com muita propriedade dessa convivência com os humanos). Entre as características físicas mais comuns estão a cabeça relativamente pequena em relação ao corpo, bicos curtos e dedos moles e bastante desenvolvidos, além do ceroma, protuberância que nas columbiformes ocorre logo acima das narinas. A plumagem é rica em pó, que substitui a secreção da glândula uropigeana (responsável pela formação do muco o qual as aves espalham com o bico por toda a penugem dando assim uma proteção impermeabilizante). Quando voam produzem um som sibilante devido as suas rêmiges (penas das pontas das asas que ajudam na estabilidade e navegabilidade dos indivíduos em voo) sonoras. São geralmente granívoros e frugívoros, sendo dispersores dos vegetais dos quais se alimentam, já que eles não são triturados ao serem deglutidos. Outra característica interessante é a fácil perda das penas em situações de estresse.

Família Columbidae Leach, 1820 - Pombas e rolas

09 espécies

Terça, 18 Fevereiro 2014 15:56

Coraciiformes

Ordem de Martins-pescadores e afins

Família Alcedinidae Rafinesque, 1815 - Martins-pescadores 
Família Momotidae Gray, 1840 - Juruvas e udus


Segunda, 17 Fevereiro 2014 12:56

Nyctibiiformes

Nyctibiiformes é a oredem de urutaus. Os urutaus são aves noturnas restritas às regiões mais quentes do continente Americano. São aves exclusivamente noturnas, dotadas de cabeça larga e achatada, bico e pernas pequenos e enormes olhos. As asas e cauda são consideravelmente longas e o corpo robusto e musculoso.

Os urutaus se alimentam basicamente de insetos que apanham em pleno voo, principalmente os grandes, porém podem comer outros animais de pequeno porte, como morcegos, lagartos e pequenos pássaros.

É uma ave que utiliza muito bem sua plumagem para se camuflar. Normalmente se passa por um pedaço de madeira, um galho de árvore ou mesmo troncos partidos ou em pé. Costuma ficar estático, não se assustando facilmente. Alcança até 37cm fora a cauda. Não é uma espécie acostumada ao convívio urbano.

Família Nyctibiidae Chenu & Des Murs, 1851 - Urutaus e afins


Mãe-da-lua - Nyctibius griseus

Segunda, 17 Fevereiro 2014 12:44

Caprimulgiformes

Caprimulgiformes é uma ordem de aves que inclui os bacurais. Estão representados em todos os continentes, exceto na Nova Zelândia, regiões polares e maioria das ilhas oceânicas. A maior diversidade do grupo encontra-se em regiões tropicais e semi-tropicais. São exclusivamente aves noturnas. Têm o bico muito pequeno e cabeça quadrada, com olhos muito grandes e adaptados à visão com pouca luz. As patas e pés são pequenos e frágeis. As asas são relativamente grandes e alongadas e adaptadas a um voo rápido e silencioso. O formato da cauda, de comprimento médio a longo, varia conforme a espécie. A plumagem é bastante diversa dentro do grupo, mas é normalmente escura com padrõescrípticos. Alimentam-se exclusivamente de insetos, que caçam durante o voo, e representam um papel importante no controle das populações das suas presas. A exceção é o guácharo, que se alimenta de frutos sendo a única ave simultaneamente frugívora e noturna. O nome da ordem deriva do Latim e quer dizer sugador de cabras, devido à uma concepção errada à cerca de seus hábitos alimentares.

Família Caprimulgidae Vigors, 1825 - Bacuraus e afins


Caprimulgidae é uma família de aves da ordem dos caprimulgiformes que inclui as aves conhecidas como bacurau ou curiango no Brasil e noitibó na Europa. São aves noturnas e insetívoras, de asas longas e pernas curtas de pouca utilidade para caminhadas, que durante o dia dormem no chão ou empoleirados. Colocam um ou dois ovos, não em ninhos, mas geralmente no chão ou sobre telhados. O período de incubação é de cerca de 19 dias. Os membros deste grupo estão distribuídos por todo o globo, principalmente nas regiões quentes.

Possuem a plumagem acinzentada e o canto é um grito penetrante que, com intervalos de tempo, é repetido durante horas pela noite.


04 espécies

Página 12 de 16

Fatbirder's Top 1000 Birding Websites

Temos 21 visitantes e Nenhum membro online

Curitiba possui 30 Parques e cerca de 81 milhões m² de área verde preservada. São 55m² de área verde por habitante, três vezes superior ao índice recomendado pela Organização Mundial de Saúde, de 16m². No Brasil, é a cidade onde a Mata Atlântica é melhor preservada. 

Com aproximadamente 400 espécies identificadas na cidade, entre nativas, migratórias e exóticas, segundo livro publicado pela Prefeitura Municipal de Curitiba, iniciamos nossas passarinhadas nestes Parques, queremos lembrar que não se trata de um trabalho científico e sim o registro da nossa paixão pelas aves.


Hierarquia dos taxons pertencentes à classe Aves de todas as aves do Brasil baseada na lista de aves do Brasil de janeiro de 2014 do CBRO (Comitê Brasileiro de Registro Ornitológico).

Os Textos são de consulta do site: http://www.wikiaves.com.br/.