|BUSCA NOMES COMUNS|abcdefgijlmopqrstuv
Portuguese English French German Italian Spanish
Segunda, 08 Maio 2017 15:01

Vem passarinhar em Salto Morato

A Fundação Boticário junto com a SAVE Brasil convidou o Passarinhando para uma aventura especial: Observar aves na Reserva Natural do Salto Morato. Além dessa proposta inicial, que é a ampliação do conhecimento sobre os hábitos das aves da região e a conservação da natureza, o encontro visou inspirar e unir as pessoas na grande causa ambiental.  

Pela quarta vez o Passarinhando participou deste encontro que aconteceu nos dias 06 e 07 de maio. 

A SAVE Brasil desenvolve um projeto chamado Cidadão Cientista, que visa promover a observação e o monitoramento de aves no Brasil como ferramenta de conservação das espécies e seus habitats através do engajamento da sociedade seguindo o conceito de ciência cidadã.

A Reserva Natural Salto Morato, possui 2.253 hectares e está localizada no maior e mais preservado remanescente contínuo de Mata Atlântica do país, em Guaraqueçaba-PR, numa região reconhecida pela sua riqueza natural e beleza cênica. Em 1999, junto com outras unidades de conservação da região, a Reserva foi reconhecida pela Unesco como Sítio do Patrimônio Natural da Humanidade. Hoje, é considerada referência em manejo de reserva natural.
Até hoje, foi registrada a ocorrência de 646 espécies vegetais vasculares, 98 espécies de mamíferos, 325 espécies de aves, 36 espécies de répteis, 60 espécies de anfíbios e 57 espécies de peixes na Reserva Natural Salto Morato.
No monitoramento observamos mais de 100 espécies de aves, as quais, neste álbum, destaco as fotos de algumas delas!

Publicado em Nossas Passarinhandas
Segunda, 09 Janeiro 2017 15:33

Bico-virado-miúdo - Xenops minutus

O Bico-virado-miúdo (Xenops minutus) é uma ave Passeriformes da família Xenopidae. Também conhecido como arrebitado..

Seu nome científico significa: Xenops minutus⇒ Estranho enfrentador pequeno.

Características

Mede cerca de 11 cm de comprimento. Trata-se da espécie do gênero Xenops com a plumagem mais uniforme, apenas um pouco estriada na garganta e no píleo. Vive desacompanhado de indivíduos da mesma espécie, porém participa com frequência de bandos mistos de insetívoros, nos estratos inferior e médio da vegetação.

Costuma se dependurar nos poleiros horizontais, apoiando, de forma curiosa, os dois pés na extremidade terminal do galho.

Nome em Inglês - Plain Xenops

Registro feito em Guaraqueçaba-PR (Na reserva do Salto Morato).

Publicado em Espécies
Quinta, 01 Outubro 2015 21:10

Maria-da-restinga - Restinga Tyrannulet

Maria-da-restinga - Restinga TyrannuletA Maria-da-restinga (Restinga Tyrannulet) é uma ave Passeriformes da família Rhynchocyclidae. Espécie endêmica do Brasil.

**Espécie ameaçada de extinção**

Seu nome significa: do (grego) phullon = folha; e de skairö = pular, dançar; e de kronei= homenagem ao zoólogo e coletor de espécimes brasileiro, Ricardo Krone (fl. 1903). ⇒Dançarino de Krone.

Características

Esta ave mede em torno de 12 centímetros. Apresenta nas costas a cor verde-olivácea. A barriga é mais clara e a garganta, esbranquiçada. O peito é acinzentado e o abdômen apresenta um tom amarelado. Nas asas, destacam-se manchas arredondadas, enquanto na cabeça há um traço amarelo que parte do bico e se prolonga, formando uma longa linha acima dos olhos. A face é amarelada, marcada por pintas marrom-enegrecidas que lhe conferem uma aparência de “cara suja”. Semelhante a Borboletinha-do-mato (Phylloscartes ventralis) na coloração da plumagem.

Tão importante quanto o registro é a companhia dos amigos! No projeto Cidadão Cintista - Reserva Salto Morato - Guaraqueçaba-PR.

Maria-da-restinga - Restinga Tyrannulet 

 clique

Publicado em Espécies
Quinta, 01 Outubro 2015 19:40

Macuru - Nonnula rubecula

Macuru -Nonnula rubeculaO Macuru (Nonnula rubecula) é uma ave Galbuliformes da família Bucconidae. também chamada de freirinha-parda.

Seu nome científico significa: do (latim) nonnula = diminutivo de nonna = freira, pequena freira, freirinha; e de rubeus = espinheiro, espinho; e -cola = morador, habitante. ⇒ Freirinha habitante do espinheiro.

Características

Mede 14 cm. Partes superiores marrom-acinzentadas; faixa supra-ocular brancacenta; peito pardo-acinzentado; abdome cinzento; bico relativamente fino e curto.

Tão importante quanto o registro é a companhia dos amigos! No projeto Cidadão Cintista - Reserva Salto Morato - Guaraqueçaba-PR.

Macuru -Nonnula rubecula 

 clique

Publicado em Espécies
Quinta, 01 Outubro 2015 19:28

Barbudo-rajado - Malacoptila striata

Barbudo-rajado - Malacoptila striataO Barbudo-rajado (Malacoptila striata) é uma ave Galbuliformes da família Bucconidae. Também é conhecida pelos nomes de joão-barbudo, barbado, jururu, bole-bole e joão-doido. É endêmica do Brasil.

Seu nome científico significa: do (grego) malakos = macio; e ptilon = plumagem, pena; e do (latim) striatus, striare = estriado, com estrias, estria, sulco. ⇒ (Ave com) plumagem macia e estriada.

Características

Mede cerca de 20 cm de comprimento, com as partes superiores, cabeça e manto marrom-escuro estriado de ocre; garganta branca, com uma faixa negra logo abaixo; partes inferiores marrom-cinzentas, com peito superior tingido de ocre; “vírgula” branca na base do bico..

Tão importante quanto o registro é a companhia dos amigos! No projeto Cidadão Cintista - Reserva Salto Morato - Guaraqueçaba-PR.

Barbudo-rajado - Malacoptila striata 

 clique

Publicado em Espécies
Segunda, 28 Setembro 2015 17:31

Assanhadinho - Myiobius barbatus

Assanhadinho - Myiobius barbatusO assanhadinho (Myiobius barbatus) é uma ave Passeriformes da família Onychorhynchidae. Conhecido também como assanhadinho-de-peito-dourado.

Seu nome científico significa: do (grego) muia = voar; e bios = vida; e do (latim)barbatus = barbudo. ⇒ Pequeno barbudo que vive voando.

Características

Mede cerca de 12,5 cm de comprimento. Varia de incomum a comum no sub-bosque de florestas úmidas de terra firme, florestas de galeria e capoeiras maduras. Vive em pequenos bandos e movimenta-se de forma bastante inquieta, provavelmente para encontrar os pequenos insetos dos quais se alimenta. Acompanha bandos mistos com regularidade.

Tão importante quanto o registro é a companhia dos amigos! No projeto Cidadão Cintista - Reserva Salto Morato - Guaraqueçaba-PR.

Assanhadinho - Myiobius barbatus 

 clique

Publicado em Espécies

Papa-moscas-de-olheiras - Phylloscartes oustaletiEspécie endêmica do Brasil. O Papa-moscas-de-olheiras (Phylloscartes oustaleti) é uma ave Passeriformes da família Rhynchocyclidae.

Seu nome científico significa: do (grego) phullon = folha; e de skairö = pular, dançar; e do (latim) oustaleti = homenagem ao zoólogo francês Jean Frédéric Émile Oustalet (1844–1905). ⇒ Dançarino de Oustalet.

Características

Mede entre 12 e 13 centímetros de comprimento e pesa 8 gramas. Apresenta distinta marca facial auricular em forma de meia-lua. A plumagem é verde-oliva nas partes superiores. Os lores são amarelados, conectando com um distinto e proeminente anel periocular amarelo; a face na região perto dos olhos é de coloração amarelo brilhante. O bico é cinza e apresenta a parte inferior da mandíbula na coloração amarelo rosada. As pernas são cinzas. Apresenta um comportamento bastante típico que ajuda na sua identificação em campo: quando pousado mantém suas asas em posição ligeiramente caídas e levanta a sua cauda reta de forma quase vertical.

Tão importante quanto o registro é a companhia dos amigos! No projeto Cidadão Cintista - Reserva Salto Morato - Guaraqueçaba-PR.

Papa-moscas-de-olheiras - Phylloscartes oustaleti 

 clique

Publicado em Espécies
Segunda, 28 Setembro 2015 17:19

Não-pode-parar - Phylloscartes paulista

Não-pode-parar - Phylloscartes paulistaNão-pode-parar (Phylloscartes paulista) é uma ave Passeriformes da família Rhynchocyclidae.

Seu nome científico significa: do (grego) phullon = folha; e skairö = dançarino; e depaulista = referente ao estado de São Paulo no Brasil. ⇒ Dançarino paulista das folhas.

Características

Mede 10,5 centímetros de comprimento e pesa entre 7 e 8 gramas. Apresenta as partes superiores, cabeça manto asas, uropígio e cauda de coloração predominantemente verde oliva. Sobrancelha amarela estreita se faz presente e se estende até atrás dos olhos, onde se curva por sobre a proeminente mancha auricular escura em forma de lua crescente, fazendo um notável contraste com esta. As asas apresentam barras alares tênues e os vexilos internos das rêmiges primárias são escuros. As partes inferiores como garganta, peito, ventre e crisso de coloração amarelo esverdeado uniforme. Cauda verde acinzentada relativamente longa para este pequeno tiranídeo. Os olhos são escuros e são contornados por um fino anel periocular de coloração clara. Bico fino com a maxila de coloração cinza claro e apresentando uma ligeira curvatura em sua extremidade distal. Mandíbula com a porção inferior na cor rosada. Os tarsos e pés são cinzas com leve tom rosado.

Tão importante quanto o registro é a companhia dos amigos! No projeto Cidadão Cintista - Reserva Salto Morato - Guaraqueçaba-PR.

Não-pode-parar - Phylloscartes paulista 

 clique

Publicado em Espécies
Página 1 de 3

Temos 81 visitantes e Nenhum membro online

Fatbirder's Top 1000 Birding Websites

Curitiba possui 30 Parques e cerca de 81 milhões m² de área verde preservada. São 55m² de área verde por habitante, três vezes superior ao índice recomendado pela Organização Mundial de Saúde, de 16m². No Brasil, é a cidade onde a Mata Atlântica é melhor preservada. 

Com aproximadamente 400 espécies identificadas na cidade, entre nativas, migratórias e exóticas, segundo livro publicado pela Prefeitura Municipal de Curitiba, iniciamos nossas passarinhadas nestes Parques, queremos lembrar que não se trata de um trabalho científico e sim o registro da nossa paixão pelas aves.


Hierarquia dos taxons pertencentes à classe Aves de todas as aves do Brasil baseada na lista de aves do Brasil de janeiro de 2014 do CBRO (Comitê Brasileiro de Registro Ornitológico).

Os Textos são de consulta do site: http://www.wikiaves.com.br/.