|BUSCA NOMES COMUNS|abcefgijlmopqrstuv
Portuguese English French German Italian Spanish
Quinta, 11 Agosto 2016 09:26

Pato-de-crista - Sarkidiornis sylvicola

O Pato-de-crista (Sarkidiornis sylvicola) é um Anseriformes da família Anatidae. Também conhecido como pato-cachamorro, pato-do-mato e putrião.

Seu nome significa: do (grego) sarx = carne; sarkidion = pequeno pedaço de carne; eornis = pássaro; e do (latim) silva = madeira; e cola, colare = morador, habitar; sylvicola= aquele que habita as árvores. ⇒ Pássaro com pedaço de carne no bico que habita as árvores.

Nome em Inglês - Comb Duck

Características

É uma ave extremamente arisca e desconfiada, não permitindo a aproximação do observador. Costuma pousar em árvores na beira d'água e na época da muda das penas das asas, quando não pode voar, esconde-se na vegetação dos açudes e pântanos. Seus bandos voam em fila indiana, alcançando boa velocidade. O macho chega a medir 76 centímetros de comprimento e pesar 2 quilos.

Registro feito no Tanquã em Piracicaba-SP em maio/2015.

pato de crista2

Publicado em Espécies
Quinta, 18 Fevereiro 2016 19:44

Cisne-de-pescoço-preto - Cygnus melancoryphus

O Cisne-de-pescoço-preto (Cygnus melancoryphus),  O maior inimigo dessa ave é o homem, por ser uma ave cinegética, muito procurada para caça predatória. Outras ameaças são as modificações ambientais. É o único cisne sul-americano.. É uma ave  Anseriformes da Família Anatidae.

Seu nome científico significa: de Cygnus = nome específico deste gênero (Linnaeus(1758)); e do (grego) melas = preto; e koruphos = cabeça; melanocoryphus = cabeça preta. ⇒ Cisne de cabeça preta.

Características

Ave de rara beleza, plumagem totalmente branca, com o pescoço e a cabeça negros. Vive em bandos e nidifica dentro das lagoas, longe das margens. Ao nascer, os filhotes apresentam penugem branco-acinzentada. Vive aproximadamente 25 anos..

Registro feito em tavares-RS na chácara manduca, obrigado ao amigo Neri.

cisne2

 clique

Publicado em Espécies
Quinta, 09 Abril 2015 16:59

Marreca-pardinha - Anas flavirostris

marreca-pardinhaA Marreca-pardinha (Anas flavirostris) é uma ave Anseriformes da família Anatidae. Também conhecida pelos nomes de assobiadeira, assoviadeira, danadinha, marreca-assobiadeira, marreca-assoviadeira, marreca-pintada e parda-pequena.

Seu nome científico significa: do (latim) anas = pato; e do (latim) flavus = amarelo; erostris = bico; flavirostris = bico amarelo. ⇒ Pato de bico amarelo.

Características

Esta ave mede cerca de 41,5 cm de comprimento, possuindo o corpo pintalgado de marrom, dorso mais escuro, peito salpicado, vértice anegrado, cauda curta e bico amarelo com ponta e linha central pretos. Em voo, revela um grande espelho alar branco, verde e ocre, compondo três faixas distintas. É uma espécie de marreca da região meridional da América do Sul. Entre a primavera e o verão, chegam ao Rio Grande do Sul e a Santa Catarina, e no inverno, alcançam o Paraná, o sudeste de São Paulo e o Rio de Janeiro.

Registro feito em Tavares-RS

marreca-pardinha clique
Publicado em Espécies
Quinta, 09 Abril 2015 16:43

Marreca-parda - Anas georgica

marreca-pardaA Marreca-parda (Anas georgica) é uma ave Anseriformes da família Anatidae.

Seu nome científico significa: do (latim) anas = pato; e georgica = referente ao estado da Georgia nos Estados Unidos da América. ⇒ Pato da Georgia. “Georgia Duck” de Latham (1785) (Anas).

Poucos estudos têm sido realizados com a Anas georgica (ver SILVA 1987, SILVA & SCHERER 1992, ANTAS et al. 1996 e NASCIMENTO et al. 2000a). Espécie cinegética (espécie comumente procurada para fins de caça) que até 1990 constava nas regulamentações de caça amadorista do Rio Grande do Sul e sofreu fortes pressões em seu contingente populacional. ANTAS et al. (1996) defendem que a falta de conhecimento de muitos aspectos biológicos e ecológicos básicos desta espécie impossibilitam uma abordagem mais detalhada de possíveis causas e medidas de manejo.

Características

Mede 60 cm de comprimento, pesa 550 gramas. Recebeu esse nome em função da coloração parda com manchas escuras que possui. Listras brancas e espaçadas sobre um fundo preto esverdeado na parte inferior da asa, bico amarelo esverdeado com uma banda preta no centro e pés cinzentos, são as suas características. As asas são castanho-acinzentadas. O espéculo é preto brilhante com bordas claras. As fêmeas são semelhantes aos machos, embora ligeiramente mais apagadas na aparência. Os juvenis são semelhantes aos adultos, mas mais cinza e com listras no peito e nas partes inferiores do abdome. Também tem o costume de andar em bandos. Em sua pluamgem, recorda a marreca-pardinha, mas difere desta pela cauda longa e pontiaguda e por ser maior.

Registro feito em Tavares-RS

marreca-parda clique
Publicado em Espécies
Sexta, 30 Janeiro 2015 14:10

Tachã - Chauna torquata

tachaA Tachã (Chauna torquata) é uma ave Anseriformes da família Anhimidae. Também conhecido por Inhuma poca, Chajá, Anhuma do pantanal, Tarrã (RS) e Tachã do sul.

O nome anhuma é pantaneiro, sendo também usado para uma outra espécie da mesma família, habitante da mata amazônica e matas densas do centro-oeste (nunca foi detectada no Pantanal, mas ocorre no alto rio Paraguai).

Seu nome significa: do (grego) khaunos = esponjoso, rugoso, poroso, referente aos sacos de ar sob a pele das aves gritadoras; e do (latim) torquata, torquatus = colarinho, colar. ⇒Pássaro com colar de pele rugosa.

Características

De coloração pardo-acinzentada escura, com algumas manchas brancas, cabeçuda e topetuda. O pescoço é contornado por uma gola negra realçada por uma segunda penugem branca. A face superior da asa é negra, com grande área branca visível durante o vôo, a face inferior da asa é totalmente branca. Região perioftálmica, anel nu ao redor do pescoço (nem sempre visível), pernas são vermelhas. Não há dimorfismo sexual, as fêmeas são menores que os machos. As patas são curtas e fortes e os três dedos da frente estão unidos por uma membrana interdigital rudimentar. Altura média de 80 cm e peso em torno de 4kg.

Grande habitante dos brejos, com formato e características únicas. O corpo, pernas e pés são enormes em relação à cabeça, pequena e com um penacho na nuca. Em vôo, mostra uma grande área branca sob a asa. Possui um esporão vermelho no cotovelo da asa, visível quando está pousada ou voando. Apesar do aspecto agressivo, não é usado como arma de ataque, servindo para comunicação entre as tachãs.
Destaca-se pelo chamado alto, feito por um indivíduo ou pelo casal, em dueto. Pode gritar a qualquer momento do dia, avisando sobre sua presença ou de intrusos, atraindo a raiva dos caçadores, ao espantar a presa. Esse chamado é mais grave no macho do que na fêmea, esta mais esganiçada, e é interpretado como dizendo “tachã”.

Registro feito em Tavares-RS

tacha clique
tacha2  
Publicado em Espécies
Quinta, 01 Janeiro 2015 07:38

Marreca-pé-na-bunda - Oxyura vittata

marreca-peA Marreca-pé-na-bunda (Oxyura vittata) é uma ave Anseriformes da família Anatidae.

Seu nome significa: do (grego) oxus = com ponta, pontuda; e oura = cauda; e do (latim)vittatus, vittata, vitta = listrado, com faixas, banda. ⇒ Ave com faixa e cauda pontuda.

Características

A marreca-pé-na-bunda é uma ave pequena, medindo aproximadamente 40 centímetros de comprimento e pesando cerca de 640 gramas. Apresentam dimorfismo sexual: o macho possui a cabeça negra, plumagem do corpo castanho-avermelhada e bico azul; a fêmea possui plumagem do corpo castanho-escura, pescoço branco, coroa e faixa os lados da cabeça negras.

Registro no Parque Iguaçu, Curitiba-PR

marreca-peclique

Publicado em Espécies
Sexta, 01 Agosto 2014 17:25

Pato-corredor - Neochen jubata

pato-corredorO Pato-corredor (Neochen jubata) é uma ave Anseriformes da família Anatidae. Também é chamado de ganso-do-orinoco.

Seu nome significa: do (grego) neos = novo; e khën = ganso; e do (latim) iuba, iubatus = crista, com crista. ⇒ Novo ganso com crista.

Características

Mede entre 61 a 76 centímetros. Tem flancos de cor castanha, cabeça e peito cinza-amarelados, manto e asas escuras com um espéculo branco. As pernas são vermelhas e o bico é preto e rosa. Tanto o macho quanto a fêmea apresentam as mesmas cores de plumagem. O macho é maior do que a fêmea.

Os indivíduos jovens possuem a plumagem muito similar a dos adultos, sendo difícil a identificação dos jovens pela sua plumagem (Hidalgo 2010). Esta é uma espécie em grande parte terrestre, mas se empoleira facilmente em árvores. Raramente voa, preferindo movimentar-se no solo. Ao contrário dos demais anatídeos (patos, gansos e cisnes), o pato-corredor também é raramente visto nadando. Prefere ficar nas margens, onde se desloca com agilidade e velocidade impressionantes para um pato. Seu voo parece com o voo de um ganso.

Registro feito em Fernandes Piheiro-PR.

pato-corredor 

clique

Publicado em Espécies
Terça, 20 Agosto 2013 22:07

Capororoca - Coscoroba coscoroba

O Capororoca (Coscoroba coscoroba),  Também conhecido como cisne-coscoroba ou coscoroba. É uma ave  Anseriformes da Família Anatidae.

Características

Apresenta dimorfismo sexual quanto ao tamanho, sendo a fêmea menor que o macho. Mede de 90 cm a 115 cm (machos) e de 63 a 68 cm (fêmeas), os machos pesam 4,6 kg e as fêmeas 3,8 kg; a envergadura das asas é de 2 metros. Possui uma plumagem branca com a ponta das asas negras; o bico e os pés são vermelhos. O capororoca é um enigma em termos de evolução. Comparado aos seus parentes mais próximos, não pode ser classificado como ganso, pois é muito grande e de hábitos diferentes. Dessa forma, os biólogos o classificam como cisne. Pode viver até 25 anos. Habita lagos e pântanos e banhados próximos ao mar, com pouca profundidade e sem muita correnteza, com vegetação alta que ofereça segurança. Possui preferência por lagos de água doce, mas também vivem em água salobra. Em território nacional, podem ser vistos nas praias salgadas.

Registro feito no Parque Iguaçu

Capororoca - Coscoroba coscoroba

 clique

Publicado em Espécies
Segunda, 14 Março 2011 10:25

Marreca-caneleira - Dendrocygna bicolor

marreca-caneleiraA Marreca-caneleira (Dendrocygna bicolor). É uma ave  Anseriformes da Família Anatidae. Também conhecida como marreca-peba e xenxém.

Características

Mede cerca de 48 centimetros. Como o próprio nome diz, cor que mais se destaca é o marrom acanelado. As asas possuem estrias escuras.

Registro feito no Parque Iguaçu.

Marreca-caneleira

clique

Publicado em Espécies
Segunda, 14 Março 2011 10:18

Asa-branca - Dendrocygna autumnalis

asa-brancaA Marreca-cabocla (Dendrocygna autumnalis). É uma ave  Anseriformes da Família Anatidae. Também conhecida como asa-baranca, marreca-cabocla e marajoara.

Características

Tem cerca de 48 centímetros. Sua cara é cinzenta, a barriga é preta e tem grande mancha branca na asa, visível apenas quando a ave voa. Tem bico e pés vermelhos. Quando jovem, é pardo acinzentado, inclusive bico e pés. O dimorfismo sexual quanto ao colorido é pouco pronunciado.

Manifestações sonoras: possui um assobio de quatro a cinco sílabas: “tjüi-tjüi-tji-tji-tji”, repetido pelos membros do bando.

Registro feito no Parque Iguaçu.

Marreca-cabocla

clique

Publicado em Espécies
Página 1 de 2

Temos 39 visitantes e Nenhum membro online

Fatbirder's Top 1000 Birding Websites

Curitiba possui 30 Parques e cerca de 81 milhões m² de área verde preservada. São 55m² de área verde por habitante, três vezes superior ao índice recomendado pela Organização Mundial de Saúde, de 16m². No Brasil, é a cidade onde a Mata Atlântica é melhor preservada. 

Com aproximadamente 400 espécies identificadas na cidade, entre nativas, migratórias e exóticas, segundo livro publicado pela Prefeitura Municipal de Curitiba, iniciamos nossas passarinhadas nestes Parques, queremos lembrar que não se trata de um trabalho científico e sim o registro da nossa paixão pelas aves.


Hierarquia dos taxons pertencentes à classe Aves de todas as aves do Brasil baseada na lista de aves do Brasil de janeiro de 2014 do CBRO (Comitê Brasileiro de Registro Ornitológico).

Os Textos são de consulta do site: http://www.wikiaves.com.br/.