|BUSCA NOMES COMUNS|abcefgijlmopqrstuv
Portuguese English French German Italian Spanish
Sexta, 30 Janeiro 2015 14:10

Tachã - Chauna torquata

tachaA Tachã (Chauna torquata) é uma ave Anseriformes da família Anhimidae. Também conhecido por Inhuma poca, Chajá, Anhuma do pantanal, Tarrã (RS) e Tachã do sul.

O nome anhuma é pantaneiro, sendo também usado para uma outra espécie da mesma família, habitante da mata amazônica e matas densas do centro-oeste (nunca foi detectada no Pantanal, mas ocorre no alto rio Paraguai).

Seu nome significa: do (grego) khaunos = esponjoso, rugoso, poroso, referente aos sacos de ar sob a pele das aves gritadoras; e do (latim) torquata, torquatus = colarinho, colar. ⇒Pássaro com colar de pele rugosa.

Características

De coloração pardo-acinzentada escura, com algumas manchas brancas, cabeçuda e topetuda. O pescoço é contornado por uma gola negra realçada por uma segunda penugem branca. A face superior da asa é negra, com grande área branca visível durante o vôo, a face inferior da asa é totalmente branca. Região perioftálmica, anel nu ao redor do pescoço (nem sempre visível), pernas são vermelhas. Não há dimorfismo sexual, as fêmeas são menores que os machos. As patas são curtas e fortes e os três dedos da frente estão unidos por uma membrana interdigital rudimentar. Altura média de 80 cm e peso em torno de 4kg.

Grande habitante dos brejos, com formato e características únicas. O corpo, pernas e pés são enormes em relação à cabeça, pequena e com um penacho na nuca. Em vôo, mostra uma grande área branca sob a asa. Possui um esporão vermelho no cotovelo da asa, visível quando está pousada ou voando. Apesar do aspecto agressivo, não é usado como arma de ataque, servindo para comunicação entre as tachãs.
Destaca-se pelo chamado alto, feito por um indivíduo ou pelo casal, em dueto. Pode gritar a qualquer momento do dia, avisando sobre sua presença ou de intrusos, atraindo a raiva dos caçadores, ao espantar a presa. Esse chamado é mais grave no macho do que na fêmea, esta mais esganiçada, e é interpretado como dizendo “tachã”.

Registro feito em Tavares-RS

tacha clique
tacha2  
Publicado em Espécies

trinta-reis-de-coroa-brancaO Trinta-réis-de-coroa-branca (Sterna trudeaui) é uma ave Charadriiformes da família Sternidae.

Seu nome significa: do (inglês) stern, stearn ou starn = nome inglês específico para a andorinha do mar; e de trudeaui = homenagem ao médico, pintor, explorador americano e coletor de espécimes, Dr. James de Berty Trudeau-(1817-1887). ⇒ Andorinha do Mar de Trudeau.

Características

Mede 35 centímetros. Apresenta uma extensa faixa pós-ocular negra, pernas vermelhas e bico de ponta amarelada, medialmente negro e de base vermelha durante o período nupcial e pré-nupcial. Em plumagem de repouso e nos imaturos, esse trinta-réis apresenta bico uniformemente escuro com ponta amarela. Os jovens tem pés pretos.

Visitante do sul, comum nos banhados litorâneos do Rio Grande do Sul no verão, atinge esporadicamente o litoral de São Paulo e do Rio de Janeiro.

Registro feito em Tavares-RS

trinta-reis-de-coroa-branca clique
Publicado em Espécies
Sexta, 23 Janeiro 2015 15:16

Trinta-réis-boreal - Sterna hirundo

trinta-reis-borealO Trinta-réis-boreal (Sterna hirundo) é um Charadriiformes da família Sternidae.

Seu nome significa: do (inglês) stern, stearn ou starn = nome inglês específico para a andorinha do mar; e do (latim) hirundo = andorinha. ⇒ Andorinha do Mar.

Características

Mede de 33 a 38 cm de comprimento. Pesa em média 136 g e possui uma envergadura de asas de 79 cm. O adulto reprodutor apresenta coloração cinzenta pálida na parte superior do corpo e branco na região ventral. Possui uma mancha preta (boné) na cabeça que em plumagem nupcial se estende da testa até a nuca. O bico estreito e pontudo é vermelho com a extremidade negra ou completamente preto, dependendo da subespécie. A cauda é branca e bifurcada e o lado inferior das asas apresenta um bordo preto ao longo das primárias. As patas são curtas e com uma coloração vermelho escuro.

Espécie migrante do hemisfério norte, presente no Brasil apenas como visitante. Penetra no interior do País subindo grandes rios como o Araguaia, Tocantins e São Francisco. Acompanha também o litoral até o Rio Grande do Sul, onde é encontrado em grandes números na Lagoa do Peixe.

Registro feito em Tavares-RS

trinta-reis-boreal clique
Publicado em Espécies

tico-tico-de-bico-amareloO Tico-tico-de-bico-amarelo (Arremon flavirostris) é uma ave da ordem Passeriformes, da família Passerellidae. Também conhecido como tico-tico-do-mato e tico-tico-do-mato-de-bico-amarelo. É encontrado em boa parte do centro-oeste brasileiro, sempre no interior da florestas. É mais freqüente do que o imaginado à primeira vista, pela dificuldade de observação

Seu nome significa: do (grego) arrhëmön = silencioso, sem discurso;(baseado em “Oiseau silencieux” de Buffon (1770-1783)); e do (latim) flavus = amarelo; e =rostris, rostrum = com o bico, bico. ⇒ (Ave) silenciosa com o bico amarelo.

Características

Suas cores destacam-no contra o fundo sombreado do chão da mata, enquanto pula entre raízes ou nos caules verticais das arvoretas. O laranja forte do bico (faixa negra no cume) forma um contraste único com o negro da cabeça (listra acinzentada no centro) e a listra branca. Costas cinzas, com asas esverdeadas e o encontro amarelo. A garganta é branca, tendo uma característica faixa peitoral negra, larga. Dependendo da posição da ave, essa faixa pode parecer mais estreita do que é. O restante do peito e barriga cinza claro, quase branco. Longas pernas cinza e, se a luz estiver muito boa, é possível ver as compridas unhas brancas. O macho com a cabeça e o peito coloridos berrantemente de preto e branco, dorso verde, como cinzento. Bico amarelo-avermelhado. A fêmea é semelhante ao macho diferindo pelas partes inferiores ligeiramente pardacentas e pelo colar negro interrompido.

Registro feito em Delfinópolis-MG

tico-tico-de-bico-amarelo 

clique

Publicado em Espécies

tapaculo-de-coleraO Tapaculo-de-colarinho (Melanopareia torquata) é uma ave Passeriformes da família Melanopareiidae.

Seu nome significa: do (grego) melas, melanus = preto; e parëion = bochecha; etorquata, torquatus, torques = com colarinho, com colar, colar. ⇒ Pássaro com colar e bochecha preta.

Características

Possui cerca de 14 cm de comprimento e 15,8 g de peso. Pode ser facilmente identificado pelo seu colar negro que atravessa a região da garganta e pela sobrancelha branca logo acima de uma larga faixa negra sobre os olhos que se estende da base do bico até a nuca, a parte inferior é branco-amarelada e a costas ferrugíneas. Possui ainda uma mancha ferrugínea mais avermelhada na nuca que se estende até o colar negro nos lados do pescoço. É uma ave de difícil visualização por permanecer a maior parte do tempo muito próxima do solo.

Registro feito na Serra da Canastra - Sacramento-MG

tapaculo-de-colarinho3

clique 

tapaculo-de-colarinho

tapaculo-de-colarinho2

tapaculo-de-colarinho4

Publicado em Espécies

trinta-reis-grandeO Trinta-réis-grande (Phaetusa simplex) é um Charadriiforme da família Sternidae. Conhecido também como Alâ (nome indígena, Mato Grosso) e Gaivota.

Seu nome significa: do (grego) phaetusa = da mitologia grega, Phaetusa, irmã de Faetonte e uma das filhas de Phoebus e Climene; e do (latim) simplex = simples. ⇒ Phaetusa simples.

Características 

Tais aves chegam a medir até 43 cm de comprimento, com plumagem cinzenta, asas com típico desenho alvinegro, pele da face e garganta vermelhas e bico amarelo-limão. Sobrevoam rios e lagos a procura de peixes, mergulham verticalmente no ar, em direção à água, parando logo na superfície e voando em seguida com o peixe no bico. Normalmente vive solitário ou aos pares, porém pode se juntar em bandos para descansar ou pernoitar.

Registro feito em Curitiba no Parque Passaúna

trinta-reis-grande clique
Publicado em Espécies
Sexta, 02 Agosto 2013 15:56

Tucanuçu - Ramphastos toco

tucanucuO Tucanuçu ou Tucano-toco (Ramphastos toco) é uma ave Piciformes da família  Ramphastidae. Os tucanos são, junto com as araras e papagaios, um dos símbolos mais marcantes das aves do continente sul-americano. Seu colorido, o formato e tamanho do bico chamam a atenção com facilidade, tornando-os inconfundíveis. O tucanuçu é o maior deles, vivendo em todo o Brasil central e partes da Amazônia. No Pantanal está a sua maior população, podendo ser encontrado até no interior das cidades, em rápidas visitas a pomares e árvores com frutos.

Características

Com a característica marcante de possuir enorme bico alaranjado com uma mancha negra na ponta. Sua plumagem é negra, destacando-se o papo e o uropígio brancos, além do crisso manchado de vermelho. Destaca-se também a área de pele nua de cor laranja ao redor dos olhos e as pálpebras azuis. O bico amarelo-alaranjado de tecido ósseo esponjoso, que mede cerca de 20 centímetros, é duro e cortante, sendo usado como uma pinça para capturar alimento. Apesar do tamanho, é muito leve, devido à estrutura interna, onde existem grandes espaços vazios. O tucano usa-o com grande habilidade, apanhando desde pequenas presas até separando pedaços de alimentos maiores. Suas bordas são serrilhadas e a força do tucano corresponde a seu tamanho. Para ingerir o alimento, lança-o para trás e para cima, em direção à garganta, enquanto abre o bico para o alto. Mede 56 centímetros de comprimento e pode pesar 540 gramas. Vive aos pares ou em bandos de duas dezenas de aves que voam em fila indiana. Voa com o bico reto, em linha com o pescoço, alternando curtas batidas com um planar mais demorado. Ao dormir vira a cabeça e descansa o bico nas costas.

tucanucu

clique

tucanucu2

 

 

Publicado em Espécies

trovoada-de-bertoniA Trovoada-de-bertoni (Drymophila rubricollis) é uma ave Passeriformes da família Thamnophilidae.

Características

Vive em brenhas fechadas em taquarais na Mata Atlântica serrana, acima de 900 m chegando a 2200 m.

Registro feito na Estrada do Corvo em Quatro Barras.

trovoada-de-bertoni

clique

Publicado em Espécies
Sexta, 23 Dezembro 2011 10:20

Tietinga - Cissopis leverianus

tieingaTietinga (Cissopis leverianus) é uma ave Passeriformes da família Thraupidae. Conhecido também como pega (Pernambuco), pintassilgo-do-mato-virgem, pipira (Mato Grosso), probexim, sabiá-tinga e sanhaço-tinga (São Paulo).

Características

Mede cerca de 29 cm de comprimento e pesa 76 g (macho) e 67,5 g (fêmea). É comum em bordas de florestas, capoeiras arbustivas com árvores esparsas e florestas de galeria, no estrato médio ou na copa. Vive aos pares ou em pequenos bandos bastante barulhentos, pousando com freqüência no alto de árvores em áreas abertas. Raramente junta-se a bandos mistos.

Registro feito em Londrina-PR.

tietinga

 clique

Publicado em Espécies
Sábado, 19 Novembro 2011 14:48

Tuque - Elaenia mesoleuca

tuqueO Tuque (Elaenia mesoleuca) é uma ave Passeriforme da família Tyrannidae. É muito parecida com a Guaracava-de-barriga-amarela .

Características

Mede cerca de 15,0 cm.

Registro feito em Piraquara na companhia do amigo do Wikiaves Sérgio Gregório.

tuque

 clique
Publicado em Espécies
Página 2 de 5

Fatbirder's Top 1000 Birding Websites

Temos 24 visitantes e Nenhum membro online

Curitiba possui 30 Parques e cerca de 81 milhões m² de área verde preservada. São 55m² de área verde por habitante, três vezes superior ao índice recomendado pela Organização Mundial de Saúde, de 16m². No Brasil, é a cidade onde a Mata Atlântica é melhor preservada. 

Com aproximadamente 400 espécies identificadas na cidade, entre nativas, migratórias e exóticas, segundo livro publicado pela Prefeitura Municipal de Curitiba, iniciamos nossas passarinhadas nestes Parques, queremos lembrar que não se trata de um trabalho científico e sim o registro da nossa paixão pelas aves.


Hierarquia dos taxons pertencentes à classe Aves de todas as aves do Brasil baseada na lista de aves do Brasil de janeiro de 2014 do CBRO (Comitê Brasileiro de Registro Ornitológico).

Os Textos são de consulta do site: http://www.wikiaves.com.br/.