|BUSCA NOMES COMUNS|abcdefgijlmopqrstuv
Portuguese English French German Italian Spanish

Observação de Aves ou Pássaros?

Avalie este item
(1 Voto)

historia2Apesar de ser uma atividade bastante democrática, aberta para qualquer pessoa de qualquer idade, a observação de aves demanda certo empenho em relação aos estudos. Cada observador tem objetivos e metas específicos entretanto, buscar entender certas informações é crucial para um melhor aproveitamento das passarinhadas. Por exemplo, entender como é feita a escolha dos nomes dos bichos e quais os sistemas de classificação são utilizados, pode ajudar muito no momento de descobrir qual espécie de ave foi observada, fotografada ou gravada. Nomes científicos, nomes populares, lendas e mitos… São muitos detalhes que vão surgindo na medida em que o observador vai avançando. Uma das dúvidas mais comuns que geram confusão entre as pessoas é entender o que realmente significa os termos “ave” e “pássaro”.

As vezes nos deparamos com textos ou publicações com as expressões “Observação de Aves” ou “Observação de Pássaros“. Afinal, qual está correta? O mais correto, certamente, é utilizar “Observação de Aves”, que também pode ser citada pelos termos birdwatching e birding, em língua inglesa.  Não é muito difícil entender as diferenças e essa é a proposta deste texto. Uma frase clássica que resume essa explicação é: todo pássaro é uma ave mas nem toda ave é um pássaro. Vamos entender?

Os seres vivos são classificados em grupos de acordo com suas semelhanças evolutivas (molecular, morfológica, comportamental…). Esse sistema de classificação tem base na prosposta do naturalista Karl von Linnée ou simplesmente Linnaeus. Nesse sistema os seres vivos são agrupados, basicamente, em Reino, Filo, Classe, Ordem, Família, Gênero e Espécie. Existem sub-grupos mas que nesse momento não são importantes. As aves são animais pertencentes ao Reino Animalia, Filo Chordata e Classe Aves. A partir das Ordens dentro de aves que devemos prestar atenção para compreender as diferenças que nos interessam.

Atualmente o Brasil possui uma lista de 1901 espécies de aves conhecidas. Esse número fica variando ao longo do tempo na medida que mais estudos são feitos a fim de entender os agrupamentos e também para encontrar espécies desconhecidas. Pois bem, no meio dessa absurda diversidade (2ª maior quantidade de aves do mundo, perdendo apenas para a Colômbia), existem “um zilhão” de tamanhos, formas, cores, comportamentos… A função do sistema de classificação e justamente organizar essa variedade e facilitar os estudos.

Após a Classe, as aves brasileiras são classificadas em 33 Ordens diferentes. Podemos citar a Ordem Psittaciformes (araras, papagaios e periquitos),  Columbiformes (pombas, rolinhas e juritis),  Strigiformes (Corujas), Falconiformes (Falcões, águias e gaviões) e finalmente  Passeriformes (Pássaros). Agora já fica fácil entender nossa dúvida: ave ou pássaro? Os pássaros são aves pertencentes à Ordem Passeriformes e compreendem a mais numerosa delas, incluindo mais da metade (1074 espécies) de todas as espécies de aves brasileiras. Também são conhecidas como aves canoras, pois são especializadas na emissão de cantos dos mais variados e, talvez por isso, serem tão intimamente ligadas ao ser humano, que ao longo dos anos têm retirado milhões desses bichos da natureza para aprisioná-los em gaiolas. A diversidade dentro da Ordem dos pássaros é muito grande. Eles são divididos em 38 Famílias como por exemplo  Thamnophilidae (Chocas, formigueiros, chororós e afins), Turdidae (Sabiás), Furnariidae (Joões, barranqueiros, limpa-folhas e afins), Cotingidae (Arapongas, anambés, saurás, corta-ramos e afins) entre outras.

Citamos no texto apenas os números da lista brasileira, entretanto a mesma classificação é válida para todas as quase 10.000 espécies de aves do mundo. A diversidade de pássaros é tão grande que em alguns casos existe até a divisão em passeriformes e não-passeriformes, por exemplo em Guias de Campo, como o Illustrated Checklist of the Birds of the World. Sendo assim, vamos voltar e melhorar nosso resumo: todo pássaro é uma ave pertencente à Ordem Passeriformes e, portanto, nem toda ave é necessariamente um pássaro.

Existem autores que discordam dessa separação entre aves e pássaros (veja esse texto que agrupou uma série de argumentos contrários). Entendo que, sendo Passeriformes uma Ordem tão representativa, é válido existir um termo “popular” que o distingua dos demais grupos. Independente de concordar ou não com essa classificação, geralmente os observadores dizem, carinhosamente, que vão passarinhar e chamam todos de passarinho. O importante, acima de tudo, é saber que observar aves é muito mais que sair fotografando e querendo saber que espécie é aquela. Quanto mais informação se acumula, mais enriquecedora será sua experiência.

Clique aqui e conheça a lista das Ordens e Famílias de aves brasileiras

Grande abraço!

Eduardo Franco

Foto: Eduardo Franco - Observadores de aves em campo. 

historia3

Lido 962 vezes

Temos 55 visitantes e Nenhum membro online

Fatbirder's Top 1000 Birding Websites

Curitiba possui 30 Parques e cerca de 81 milhões m² de área verde preservada. São 55m² de área verde por habitante, três vezes superior ao índice recomendado pela Organização Mundial de Saúde, de 16m². No Brasil, é a cidade onde a Mata Atlântica é melhor preservada. 

Com aproximadamente 400 espécies identificadas na cidade, entre nativas, migratórias e exóticas, segundo livro publicado pela Prefeitura Municipal de Curitiba, iniciamos nossas passarinhadas nestes Parques, queremos lembrar que não se trata de um trabalho científico e sim o registro da nossa paixão pelas aves.


Hierarquia dos taxons pertencentes à classe Aves de todas as aves do Brasil baseada na lista de aves do Brasil de janeiro de 2014 do CBRO (Comitê Brasileiro de Registro Ornitológico).

Os Textos são de consulta do site: http://www.wikiaves.com.br/.