|BUSCA NOMES COMUNS|abcdefgijlmopqrstuv
Portuguese English French German Italian Spanish

Passarinhadas e os caminhos do Paraná

Avalie este item
(1 Voto)

graciosa35A região litorânea do estado do Paraná apresenta uma vegetação muito preservada, graças principalmente à geografia acidentada da Serra do Mar. Em sua vegetação luxuriante de vegetação primária, muitas espécies animais encontram um lar seguro para viver, Especialmente as aves, que são em grande número e de várias espécies. Partindo de Curitiba é possível atingir o litoral pela Serra da Graciosa que esconde muitos redutos para os praticantes da arte da observação de aves.

Um deles está na Estrada do Corvo, que margeia o rio de mesmo nome, localizado no alto da serra. O local é bastante preservado e possui uma trilha fácil de ser percorrida de um extremo a outro. Nesse local foram registradas muitas espécies como a Maria Leque do Sudeste, o Pinto-do-Mato, a Galinha-do-Mato e a Araponga.

Seguindo em direção ao litoral, pode-se admirar um dos pontos mais visitados do Paraná: A Serra da Graciosa, que foi a primeira ligação entre o litoral e a região de Curitiba e detém o trecho de Mata Atlântica mais bem preservado do Brasil sendo declarada pela UNESCO como Reserva da Biosfera da Mata Atlântica. Construída a partir de uma trilha de tropeiros datada de 1721, podemos observar uma variedade de aves, típicas desse bioma. Vários pontos de parada ao longo da serra oferecem um espetáculo gastronômico e visual, como é o caso da parada no trecho final da estrada, no rio Mãe Catira, onde as Saíras quase pousam na mão dos visitantes.

Para os que desejam um passeio guiado, vale a pena passar pela cidade de Morretes e contactar o idealizador do Projeto Ornithos, Luciano Breves, que conta com uma estrutura para receber os observadores, sendo um local bastante agradável e inserido na mata.

Para os que desejam um local aconchegante que tem um foco em receber os admiradores de pássaros, o ideal é a Pousada Vovó Idalina, que oferece um bom preço e café da manhã em horário adequado. Na cidade já foram registradas espécies endêmicas como o Cuspidor-de-Máscara-Preta e a Sanã-do-Capim, que foi o primeiro registro da Região Sul.

Seguindo mais 10 km para o litoral, encontramos a cidade histórica de Antonina, famosa pelo seu casario e pela baía, de onde partem passeios às ilhas próximas, a fim de observar os Guarás e também o Bicudinho-do-Brejo. Para os viajantes que gostam da proximidade com o mar, é possível encontrar pousadas familiares e com atenção especial voltada àqueles que desejam um lugar diferenciado, como a Pousada das Laranjeiras.

Cada parte desses pequenos paraísos guardam além de história e beleza, muitos registros e histórias para os amantes da natureza.

saira-militar saira-sete-cores
araponga cuspidor-de-mascara

 

 

 

Lido 884 vezes

Temos 56 visitantes e Nenhum membro online

Fatbirder's Top 1000 Birding Websites

Curitiba possui 30 Parques e cerca de 81 milhões m² de área verde preservada. São 55m² de área verde por habitante, três vezes superior ao índice recomendado pela Organização Mundial de Saúde, de 16m². No Brasil, é a cidade onde a Mata Atlântica é melhor preservada. 

Com aproximadamente 400 espécies identificadas na cidade, entre nativas, migratórias e exóticas, segundo livro publicado pela Prefeitura Municipal de Curitiba, iniciamos nossas passarinhadas nestes Parques, queremos lembrar que não se trata de um trabalho científico e sim o registro da nossa paixão pelas aves.


Hierarquia dos taxons pertencentes à classe Aves de todas as aves do Brasil baseada na lista de aves do Brasil de janeiro de 2014 do CBRO (Comitê Brasileiro de Registro Ornitológico).

Os Textos são de consulta do site: http://www.wikiaves.com.br/.