|BUSCA NOMES COMUNS|abcdefgijlmopqrstuv
Portuguese English French German Italian Spanish

IPAVE-2013

Avalie este item
(0 votos)

ipaveO QUE É O IPAVE?


IPAVE é a abreviatura para “INVENTÁRIO PARTICIPATIVO DAS AVES DO PARANÁ”, um evento organizado pela Hori Consultoria Ambiental (www.hori.bio.br) como parte das comemorações do Dia da Ornitologia Paranaense, celebrado em 27 de setembro. Essa será a sua segunda edição, esperando-se um sucesso ainda maior do que o ocorrido no ano passado, quando comemorou-se o Centenário da Ornitologia no Paraná (1912-2012). É um momento único em que centenas de pessoas se unem com um objetivo comum: observar aves e, se possível, captar documentos de sua presença, por meio de fotografias e gravações de cantos. 

COMO SERÁ O EVENTO?

O inventário contará com a contribuição voluntária e espontânea dos observadores que enviarão suas listas de espécies observadas a uma central de recebimento. Ao longo do trabalho, esses documentos serão tabulados, triados e analisados pela equipe de organização, com a contribuição de consultores técnicos. Essas listas aludirão a aves observadas apenas dentro dos limites do estado do Paraná e somente durante a semana de 21 a 29 de setembro de 2013. O evento, além de promover um intercâmbio entre pessoas que se dedicam à pesquisa, observação e fotografia de aves silvestres, reunirá um grande montante de registros de aves, pela simples organização de listas de espécies observadas e/ou escutadas. Os resultados desse esforço colaborativo resultará na publicação de um livro, nos mesmos moldes do que foi editado para o ano anterior.

QUEM PODE PARTICIPAR?

Todas as pessoas podem participar, desde que demonstrem interesse pela Ornitologia e observação de aves e se julguem aptas a identificar aves silvestres. Será especialmente bem-vinda a participação de professores de quaisquer níveis de ensino que tenham, sob sua orientação, alunos que já se dedicam à Ornitologia ou à prática de observação de aves; e mesmo aqueles que estão dispostos a incluir um tema rico e importante em sua pauta de ensino. Também encoraja-se a formação de grupos organizados, constituídos apenas para esta semana ou permanentemente. Buscamos a colaboração de todos por meio das listas, mas o trabalho tem um forte componente multiplicador que visa o desenvolvimento da prática de observação e da pesquisa de Ornitologia.

QUANDO SERÁ REALIZADO?

Tal como no ano passado, o IPAVE será realizado entre os dias 21 e 29 de setembro de 2013, quando as pessoas isoladamente ou formando grupos farão seu trabalho. O mais importante é a característica de um esforço simultâneo em todo o território estadual que permita comparações entre as iniciativas futuras. 

O QUE SE PRETENDE COM ESSA INICIATIVA?

A ideia fundamental é promover a interação entre estudiosos, leigos, observadores de aves, fotógrafos de natureza e o público em geral, por meio de uma matéria-prima gratuita, fascinante e disponível a todos: as aves do Paraná. Ao mesmo tempo, será possível formar um banco de dados interessantíssimo, reunindo registros de aves colhidos simultaneamente por um período de uma semana – algo jamais feito no Brasil. O projeto também permitirá a produção de um livro, no formato de e-book, que ficará disponível online gratuitamente para todos os interessados. Paralelamente, os participantes contribuirão também com o carregamento de imagens (fotos), sons e mesmo com suas próprias listas em bancos de dados específicos para esse fim, sendo essa uma atividade encorajada e estimulada oficialmente pela equipe de organização. Os destinos sugeridos para esses materiais são os sites Wikiaves (www.wikiaves.com.br) e Taxeus (www.taxeus.com.br), iniciativas que são apoiadoras oficiais do evento. 

COMO SERÁ A PARTICIPAÇÃO?

Para participar, o interessado precisa se filiar a uma lista de discussão especialmente criada para o evento. Basta acessar a homepagehttp://br.groups.yahoo.com/ group/ipavepr e fazer a sua inscrição. Embora não seja obrigatório, é importante que o usuário crie um perfil Yahoo, para que possa ter acesso a uma série de privilégios, como download e upload de imagens e outros arquivos. Por meio dessa lista, será possível discutir uma série de detalhes sobre o trabalho, assim como propor sugestões e mesmo solicitar orientação (preenchimento de planilhas, identificação de espécies). Nos Arquivos do grupo há uma série de documentos que podem ser úteis para eventuais esclarecimentos sobre a proposta, justificativa e protocolo a ser adotado. A planilha padronizada também está disponível ali. Caso a pessoa não tenha intimidade com o procedimento e rotina de listas de discussão ou, por qualquer motivo, não deseja filiar-se a ela, então poderá enviar suas listas diretamente por email (Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.). Nesse caso, será necessário fazer um breve contato anterior, solicitando as planilhas padronizadas e uma série de instruções importantes a serem consideradas. A interação também será possível pelo Facebook, para o qual já existe um grupo criado (https://www.facebook.com/ groups/446264615454667/). Essas duas ferramentas permitirão o intercâmbio entre seus participantes, bem como discussões sobre o evento, convites para formação de grupos organizados, auxílio em identificações de espécies e muitas outras formas de interação.

O QUE FAZ A COORDENAÇÃO GERAL?

O grupo de coordenação será o mesmo que atuou no ano passado. Essas pessoas, que estarão trabalhando voluntariamente para o evento, receberão as informações por meio de mensagens eletrônicas e participarão ativamente em vários aspectos logísticos, distribuindo releases, folders e outros materiais de divulgação. Também intervirão em casos especiais, como moderação aos grupos virtuais e, ainda, elaborarão documentos estratégicos, incluindo sugestões para regiões ou municípios sem representação e de locais onde certas espécies destacadas podem ser encontradas. Caberá também à Coordenação Geral todo o trabalho ligado aos aspectos de edição da obra alusiva ao evento, melhor explicada abaixo.

O QUE É UM NÚCLEO REGIONAL (NR)?

Além da Coordenação Geral, o IPAVE é subdidivido em Núcleos Regionais, formados por dois ou mais integrantes encarregados de arregimentar participantes. Os membros desses NR são responsáveis pelo tratamento local aos participantes, acessando pessoas ou grupos de pessoas que demonstrem interesse pela Ornitologia ou pela prática de observação de aves mas que não disponham ou não usem com regularidade as ferramentas de divulgação da internet. Esses núcleos geralmente são formados por pesquisadores ou representantes de entidades ligadas à Ornitologia ou observação de aves e, por meio deles, também serão elaboradas sugestões para formações de grupos especialmente para o evento. 

O QUE É UM APOIO INSTITUCIONAL?

O IPAVE conta com a colaboração espontânea, voluntária e não remunerada de várias pessoas que compõem a equipe de organização e os núcleos regionais. Esse grupo é composto por profissionais liberais e funcionários de instituições de ensino, pesquisa ou mesmo de empresas privadas. Uma vez que, durante a semana (e também antes dela) uma parte de seu tempo de trabalho será ocupado no processo de organização do IPAVE, essas entidades passam a ser consideradas colaboradoras institucionais. Também serão consideradas como tal algumas entidades que se empenhem de alguma forma na organização e divulgação de todo o evento, ou que demonstrem claramente seu interesse no sucesso desta iniciativa. Essas entidades poderão ter sua logomarca estampada nas primeiras páginas do livro a ser produzido.

livro-2012COMO AJUDAR NA DIVULGAÇÃO?

O IPAVE conta com um serviço de divulgação por meio das redes sociais e da mídia tradicional, impressa, rádio e televisão. Para isso há releases prontos, com explicações detalhadas sobre o protocolo de trabalho e mesmo com as justificativas para a realização do evento. Qualquer pessoa pode colaborar na divulgação, mas sugere-se que os núcleos regionais e a coordenação geral sejam contactados para a remessa de documentos complementares que poderão ser úteis. No caso das redes sociais, o que pedimos é que todos os participantes se empenhem nos “Curtir” e “Compartilhar”, potencializando os resultados do nosso trabalho e, ainda, da adesão de novos integrantes.

É POSSÍVEL REPETIR A IDEIA PARA OUTROS ESTADOS OU CIDADES BRASILEIROS?

Sim. A equipe de organização está aberta a fornecer todas as informações necessárias aos grupos que desejarem repetir a experiência em outros lugares (estados ou municípios) do Brasil. Uma vez que o evento atinja seus objetivos, os organizadores se prontificam a descrever todo o processo de organização e divulgação para todos os interessados, visto que iniciativas semelhantes em outros locais serão não somente interessantes como valiosas para a disseminação da prática de observação de aves no Brasil.

Grupo IPAVEPR do Yahoo Grupos: 
http://br.groups.yahoo.com/ group/ipavepr/ 

Grupo IPAVE do Facebook: 
https://www.facebook.com/ groups/446264615454667/ 

Wikiaves (http://www.wikiaves.com.br/cidades.php?e=PR&p=1&o=4&desc=1)

 

Lido 839 vezes

Temos 65 visitantes e Nenhum membro online

Fatbirder's Top 1000 Birding Websites

Curitiba possui 30 Parques e cerca de 81 milhões m² de área verde preservada. São 55m² de área verde por habitante, três vezes superior ao índice recomendado pela Organização Mundial de Saúde, de 16m². No Brasil, é a cidade onde a Mata Atlântica é melhor preservada. 

Com aproximadamente 400 espécies identificadas na cidade, entre nativas, migratórias e exóticas, segundo livro publicado pela Prefeitura Municipal de Curitiba, iniciamos nossas passarinhadas nestes Parques, queremos lembrar que não se trata de um trabalho científico e sim o registro da nossa paixão pelas aves.


Hierarquia dos taxons pertencentes à classe Aves de todas as aves do Brasil baseada na lista de aves do Brasil de janeiro de 2014 do CBRO (Comitê Brasileiro de Registro Ornitológico).

Os Textos são de consulta do site: http://www.wikiaves.com.br/.