|BUSCA NOMES COMUNS|abcefgijlmopqrstuv
Portuguese English French German Italian Spanish

Descida para Guaratuba 18/jan

Avalie este item
(0 votos)

Lenice e OsmarCom a Lenice e o Osmar, combinamos de passar um dia no litoral para mostrar alguns locais de passarinhada que já havíamos visitados. Assim, saímos de Curitiba no início da tarde de terça-feira rumo a Guaratuba. 

Descemos a Serra da Graciosa, que sempre guarda as maravilhas da natureza em sua flora exuberante e nos animais, especialmente nas aves que nos deliciam com seu canto. Chegando em Morretes, fizemos a parada estratégica para admirar as belezas do rio e dos pássaros da região. Mesmo não sendo um horário adequado para observar aves, pois já passava das 15 horas, fizemos lindos registros do Gaturamo-verdadeiro e do Pica-pau-anão-de-coleira. O combinado foi atravessarmos o ferry-boat que liga Caiobá a Guaratuba  para que antes pudessemos localizar alguns locais para possíveis passarinhadas futuras. Entretanto, devido ao mau tempo, somente optamos por tomar a barca e chegar ao nosso destino. Assim feito, durante a travessia, observamos as aves marinhas voando alto. Muitos Biguás, Gaivotões voavam em torno, mas o que nos chamou a atenção foi o Atobá-pardo que avistamos pela primeira vez.  A chuva caiu forte e fez com que nos recolhêssemos e aproveitássemos um delicioso jantar entre amigos. Torcemos para que o dia seguinte trouxesse com ele raios de sol para realizarmos nossos registros.

Acordamos cedo, porém, nada do sol. Para nossa decepção, não havia sequer um raio, mas mesmo assim, saímos em busca dos nossos amigos emplumados, iniciando pela orla da praia. Geralmente, muitos MaçaricosTalha-mares, Batuíras são avistados facilmente, mas como o tempo não contribuiu, somente os Gaivotões deram o ar da graça. O segundo alvo foi a Fonte da Santa Nossa Sra. de Lourdes, que atrai muitos pássaros por se tratar de uma região de borda de mata. Ao chegarmos, ouvimos o canto de muitas espécies, mas observá-las foi um tanto difícil, mas com uma certa persistência, registramos a Saíra-militar e o Aracuã, cujo registro melhoramos muito. 

Parece que o clima parecia querer melhorar e então, o próximo ponto de observação foi o ponto de embarque do ferry-boat. Nesse local, já havíamos registrado o Sanhaçu-coqueiro e tantos outros. Dessa vez, registramos uma Garça-azul jovem, a Peitica e o sempre fotogênico casal de Corujas-buraqueiras.  Resolvemos então tentar registrar melhor o Savacu-de-coroado na região do mangue.  Encontramos um local que dava acesso ao manguezal, mas nada do Savacu-coroado, somente o Savacu comum. Nesse local, observamos um Tiê-sangue que apareceu para nos deixar estasiados com seu colorido vermelho. Mas infelizmente este maravilhoso pássaro não nos permitiu seu registro. Entretanto,  conseguimos registrar um Filipe que tomava sol (que finalmente apareceu) e secava suas penas. Já no retorno ao quartel-general, paramos para fazermos registros diante da estátua do pescador. Após o almoço, já com a  chuva que se anunciava, retornamos a Curitiba.

saira-militar

Gaturamo-verdadeiro

atoba-pardo

aracua

garca-azul

coruja-buraqueira

Roberto

Lenice e Osmar

Lido 1133 vezes

Temos 101 visitantes e Nenhum membro online

Fatbirder's Top 1000 Birding Websites

Curitiba possui 30 Parques e cerca de 81 milhões m² de área verde preservada. São 55m² de área verde por habitante, três vezes superior ao índice recomendado pela Organização Mundial de Saúde, de 16m². No Brasil, é a cidade onde a Mata Atlântica é melhor preservada. 

Com aproximadamente 400 espécies identificadas na cidade, entre nativas, migratórias e exóticas, segundo livro publicado pela Prefeitura Municipal de Curitiba, iniciamos nossas passarinhadas nestes Parques, queremos lembrar que não se trata de um trabalho científico e sim o registro da nossa paixão pelas aves.


Hierarquia dos taxons pertencentes à classe Aves de todas as aves do Brasil baseada na lista de aves do Brasil de janeiro de 2014 do CBRO (Comitê Brasileiro de Registro Ornitológico).

Os Textos são de consulta do site: http://www.wikiaves.com.br/.