|BUSCA NOMES COMUNS|abcefgijlmopqrstuv
Portuguese English French German Italian Spanish

Anhingidae é uma família de aves Suliformes caracterizadas por seus longos e finos pescoços. A família possui apenas o gênero Anhinga e uma espécie em território brasileiro.

Elas são, geralmente, de grande porte e possuem dimorfismo sexual. O macho possui coloração preta ou marrom escura e o nariz maior ao da fêmea, que possui uma plumagem mais clara, especialmente no pescoço e nas partes de baixo. Ambos possuem penas cinza no colar e na parte de cima da asa e os bicos possuem as bordas com serras. As aves possuem os pés com membranas entre os dedos e pernas curtas. Sua plumagem é permeável, como a dos cormorões, e eles abrem asas para secá-las, após mergulhar.

Biguatinga - Anhinga anhinga

01 espécie

Família do biguá (Phalacrocorax brasilianus).

Ave aquática, mergulha em busca de peixes e permanece um bom tempo debaixo d'água, indo aparecer de novo bem lá na frente, mostrando apenas o pescoço para fora d'água. Para facilitar seus mergulhos, suas penas ficam completamente encharcadas, eliminando o ar que fica entre elas. Para secá-las é comum vê-lo pousado com as asas abertas ao vento. Quase sempre visto em grandes bandos voando próximo d'água, em formação em “V”. Quando voa se assemelha a patos, sendo às vezes considerado como tal, equivocadamente. 

Também é conhecido pelos nomes de biguá-una, imbiuá, mergulhão, cormorão, miuá e pata-d'água. Por ser inteiramente negro, recebe o nome comum, também, de corvo-marinho.

Biguá - Phalacrocorax brasilianus

01 espécie

Essa família é composta por aves marinhas, popularmente conhecidas como tesourões ou fragatas. Possuem asas extremamente longas e cauda bifurcada como lâminas de tesouras, abrindo e fechando de acordo com a manobra. O bico é longo e recurvado, e as pernas e pés são pequenos, com membranas interdigitais reduzidas. Os macho são um pouco menores e apresentam uma região de pele avermelhada e inflável, chamada de saco gular, que, na época da reprodução exibem orgulhosamente para atrair as fêmeas.

Muito leves, os tesourões estão entre os mais elegantes voadores. Descansam planando, aproveitando as correntes de ar, mas empoleiram-se durante a noite. Suas unhas são apropriadas para que se mantenham firmes em galhos e no ninho. Exceto em condições excepcionais, nunca pousam sobre o mar ou sobre a praia. Na água, apenas deixam-se encharcar rapidamente. Conseguem alimento roubando-o de outras aves marinhas ou o apanhando na superfície do mar, em pleno voo. São conhecidos como limpadores do mar, pois buscam peixes mortos ou jogados ao mar por barcos pesqueiros.

Tesourão - Fregata magnificens

01 espécie

Família dos atobás.

O atobás são aves Suliformes da família Sulidae, características de mares tropicais e subtropicais, como a costa brasileira, por exemplo. Do porte de uma gaivota, com asas compridas e estreitas, possui uma plumagem cor café contrasta com a barriga branca, que quando filhote fica toda branca. Possui ainda uma cauda cuneiforme, grandes membranas natatórias, em pés totipalmados, e um bico pontudo serrilhado, porém não apresenta narinas esternas, exceto quando ainda está na fase embrionária.

Habitante de praias, ilhas e rochedos, o atobá se alimenta de peixes e crustáceos, que captura ao mergulhar. A alimentação deste exímio mergulhador, que pode atingir até 20m de profundidade, está baseada em sardinhas, anchovetas, maria-luisas e lulas.

Seus ninhos são feitos de gravetos secos, ossos de outras aves, ramos com folhas verdes e penas. Durante o período de incubação e no início da vida dos filhotes, o atobá adulto é bastante agressivo quando se trata de incursões em território, seja indivíduos de sua espécie, outras aves ou seres-humanos.

Atobá-pardo - Sula leucogaster

01 espécie

Fatbirder's Top 1000 Birding Websites

Temos 23 visitantes e Nenhum membro online

Curitiba possui 30 Parques e cerca de 81 milhões m² de área verde preservada. São 55m² de área verde por habitante, três vezes superior ao índice recomendado pela Organização Mundial de Saúde, de 16m². No Brasil, é a cidade onde a Mata Atlântica é melhor preservada. 

Com aproximadamente 400 espécies identificadas na cidade, entre nativas, migratórias e exóticas, segundo livro publicado pela Prefeitura Municipal de Curitiba, iniciamos nossas passarinhadas nestes Parques, queremos lembrar que não se trata de um trabalho científico e sim o registro da nossa paixão pelas aves.


Hierarquia dos taxons pertencentes à classe Aves de todas as aves do Brasil baseada na lista de aves do Brasil de janeiro de 2014 do CBRO (Comitê Brasileiro de Registro Ornitológico).

Os Textos são de consulta do site: http://www.wikiaves.com.br/.